Em sua participação inicial na CES 2022, nesta terça (4), a AMD confirmou praticamente todas as informações vazadas anteriormente sobre quais seriam seus anúncios no evento de tecnologia. Entre os destaque estão os novos processadores da linha Ryzen 6000 e GPUs da série RX 6000.

Processadores AMD Ryzen 6000

Quem abriu o painel da AMD foi sua CEO Lisa Su, que apresentou oficialmente a nova linha de CPUs Ryzen 6000, baseados nos chips Zen 3+ e acompanhados de gráficos integrados na arquitetura RDNA 2 – a mesma tecnologia utilizada em consoles como o PlayStation 5 e o Xbox Series X/S.

Segundo a executiva, os novos processadores são voltados especificamente para o mercado de notebooks e vai permitir a produção de uma geração renovada de laptops topo de linha combinando poder de fogo e eficiência de energia, tanto para produtividade quanto games. São CPUs que podem chegar a até 5 GHz e trazer 2x a performance gráfica da geração passada.

Em relação à jogatina, a linha Ryzen 6000 quer empoderar notebooks compactos, capazes de rodar os principais jogos em 1080p, com alta qualidade gráfica e suporte a ray tracing. A otimização desse hardware para a tecnologia de escalonamento de imagem inteligente FidelityFX Super Resolution (FSR) é um grande aliado nessa empreitada.

Ryzen 6000

A ideia é que, mesmo com essa potência, os computadores baseados nesses novos chips possam durar até 24h longe da tomada. Adicionalmente, Su explica que a linha é a 1ª a ter suporte aos recursos de segurança do Microsoft Pluton, que leva para o hardware a proteção de dados do usuário.

Radeon RX 6000 para viagem

Na sequência, a AMD focou em outro componente bastante querido pelos gamers: as GPUs. Continuando a encher a bola da jogatina em notebooks, a empresa trouxe novidades para o segmento com uma nova linha de placas de vídeo inetegradas e a expansão de uma família já existente.

A estreia no universo dos jogos acontece com o anúncio das placas Radeon RX 6000S, voltadas especificamente para equipamento finos e leves, mas que oferecem uma boa performance nos games. Ao todo, a série vai trazer 3 modelos: RX 6600S, RX 6700S e RX 6800S.

Radeon RX 6000S

Enquanto isso, a linha M é ampliada com 5 novos modelos: RX 6300M, RX 6500M, RX 6650M, RX 6650M XT e RX 6850M XT. Todos eles são fabricados em 6 nm e combinam baixo consumo com ótima experiência de jogo.

Radeon RX 6000M

A nova RX 6500 XT

A última revelação de GPUs da AMD foi a tão aguardada Radeon RX 6500XT, que já tinha tido uma batelada de informações vazadas ao longo dos últimos meses.

Tudo indica que o objetivo dessa nova placa de entrada da marca para desktops é ocupar um lugar que, até então vinha sendo dominado por equipamentos com GeForce GTX 1650, da Nvidia, ou até mesmo a RX 570, da própria AMD. Os comparativos apresentados pela empresa mostram um belo ganho de desempenho desse novo hardware em relação a esses competidores.

RX 6500XT

A RX 6500XT deve rodar a 2,6 GHz, vai contar com 16 unidades de aceleração de ray tracing e oferece 4 GB de memória GDDR6. Com isso, a fabricante parece focar mais uma vez na jogatina em 1080p a 60 fps, mas trazendo muito mais qualidade gráfica e novas tecnologias visuais para a bancada de jogo.

Por falar em tecnologia, a AMD também aproveitou a parte da apresentação dedicada às GPUs para oficializar o anuncio do Radeon Super Resolution (RSR). A funcionalidade de escalonamento de imagem baseada no FSR poderá ser ativada via software e chega oficialmente ao AMD Software Adrenalin Edition no primeiro trimestre deste ano.

RSR

Encerrando em grande estilo

Por fim, Lisa Su voltou ao palco da CES 2022 para dar um gostinho do que vem por aí em relação aos processadores top de linha da marca. A conversa começou com detalhes do poderoso Ryzen 7 5800X3D, um CPU AM4, com 3D V-Cache e com 33% mais desempenho que o antigo flagship da casa – o Ryzen 9 5900X. O produto deve chegar no segundo trimestre de 2022.

Ryzen 7 5800X3D

Depois, a executiva mostrou o que todos esperavam: a nova geração de CPUs da AMD. Batizada de Ryzen 7000 a família de hardware programada para a segunda metade do ano tem litografia de 5 nm e é baseada na arquitetura Zen 4.

Entre os destaque do chip estão o suporte a memórias DDR5, integração com a tecnologia PCIe Gen 5.0 e um novo socket, o AM5. A chefe da empresa também mostrou uma versão prévia do CPU em ação, rodando Halo Infinite em tempo real com todos seus núcleos trabalhando a 5 GHz.

Ryzen 7000

O gameplay pareceu suave e sem engasgos, mas chama atenção o fato de a CEO ter frisado que o jogo estava sendo reproduzido em 1080p – uma escolha no mínimo curiosa para exemplificar o poder de fogo de um processador de ponta.

Halo Infinite

Fonte: AMD

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *