Apesar dos bons resultados da tecnologia FidelityFX Super Resolution (FSR), a AMD parece disposta a dar um novo passo para competir de forma ainda mais acirrada com o DLSS, da Nvidia. Segundo insiders, a empresa trabalha em um novo recurso de escalonamento inteligente de imagens para games chamado Radeon Super Resolution (RSR).

Se as informações vazadas estiverem corretas, o RSR pode superar uma série de burocracias desse tipo de funcionalidade e ser compatível com quase todos os jogos do mercado.

Radeon Super Resolution

De acordo com a fonte ouvida pelo site VideoCardz, a nova tecnologia da AMD é baseada no algoritmo 1.0 do FSR e funciona diretamente pelo software de gerenciamento de drivers das placas Radeon.

Na prática, isso significa que o RSR não vai exigir que os desenvolvedores de jogos implementem instruções da tecnologia de resolução aprimorada no código do game para dar suporte a ela – como ocorre com o DLSS e o próprio FSR –, tudo é feito de forma automática e sem barreiras.

Radeon Super Resolution

Imagem: VideoCardz

Segundo o leaker, o único limitante desse recurso inédito da AMD é que o título em questão tenha um modo de tela cheia disponível. Nada impede, no entanto, que atualizações futuras incluam modo janela sem bordas no pacote.

Por falar em futuro, a expectativa é que a fabricante anuncie oficialmente o Radeon Super Resolution em um de seus painéis na CES 2022, que acontece no início de janeiro. A ideia é que o RSR funcione com GPUs baseadas nas arquiteturas RNDA 1 e RDNA 2 – pelo menos inicialmente.

E o FSR, AMD?

A chegada do RSR decreta o fim do FSR, então? Não exatamente. A própria AMD comemorou, muito recentemente, a marca de mais de 70 jogos já lançados ou em produção que dão suporte completo à tecnologia da casa.

Por ser uma ferramenta de código aberto e disponibilizada nativamente em motores gráficos populares, como Unreal Engine e Unity, o avanço do recurso tem sido bastante acelerado quando comparado a outras iniciativas da Nvidia ou da própria empresa.

O sucesso – ou não – do RSR, porém, pode determinar quanto esforço a AMD irá alocar em cada frente de batalha na luta pela supremacia do escalonamento de imagens a partir de 2022.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *