Embora algumas notícias recentes mostrem que o interesse pelos novos iPhones pode não ser tão grande – afetando até mesmo a produção dos aparelhos –, esse cenário parece ter mudado drasticamente no final de 2021. Durante o período de Festas, estima-se que a Apple tenha vendido mais de 40 milhões de unidades do iPhone 13.

Além desse montante considerável, a Empresa da Maçã ainda estaria com encomendas já feitas para entregar ao menos mais 12 milhões de celulares.

iPhone 13 cobiçado

Essas informações vêm do analista Daniel Ives, da Wedbush, que acompanhou as vendas dos smartphones da linha iPhone 13 durante os meses de outubro, novembro e dezembro.

Para o profissional, o motivo para esse grande aumento nas compras dos dispositivos mobile da marca se dá tanto pelos diversos eventos comerciais do período – como a Black Friday e o Natal – quanto por uma movimentação dos próprios usuários, que começam a trocar aparelhos mais antigos pelo iPhone 12 ou 13.

iPhone 13

Imagem: Nubelson Fernandes on Unsplash

O fator China também pode ter um grande peso nessa guinada de vendas. Afinal, o iPhone 13 foi muito bem recebido pelos consumidores chineses e, desde outubro de 2021, tem ajudado a Apple a se tornar a marca mais vendida de smartphones no país, com 23,6% de todas as aquisições locais.

Ives tem cacife para falar sobre a Apple e o desempenho de venda de seus celulares. Recentemente, ele previu que a empresa seria a primeira companhia a obter um valuation de US$ 3 trilhões, acreditando ainda que o braço de serviços da Maçã – iCloud, Apple TV+, Apple Music e outros – vale ao menos US$ 1,5 trilhão adicional.

Fonte: GizChina

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *