No último sábado (08), Hiroshi Lockheimer, chefe do Android, acusou a Apple de “usar a pressão dos colegas e o bullying” envolvendo seus produtos para vender mais.

A declaração teve como base uma reportagem do Wall Street Journal que apontou como os adolescentes norte-americanos transformaram o iMessage em um símbolo social que bloqueia os usuários do sistema operacional do Google.

No entanto, o executivo da empresa disse que não está pedindo “à Apple que disponibilize o iMessage no Android. Estamos pedindo que a Apple suporte o padrão da indústria para mensagens modernas (RCS) no iMessage, assim como já suportam os padrões SMS/MMS mais antigos”.

“Ao não incorporar o RCS, a empresa está atrapalhando a experiência do usuário não apenas no Android, mas também para seus próprios clientes”, continua Lockheimer.

Em um exemplo, é possível citar uma mensagem de 2016 de Phil Schiller, da Apple. Na ocasião, ele disse que “mudar o iMessage para o Android vai nos prejudicar mais que ajudar”. Para ilustrar seu discurso, ele compartilhou um e-mail do cofundador da Beats Music, Ian Rogers, dizendo como ele “perdeu uma tonelada de mensagens de amigos e familiares” depois de mudar para um smartphone com Android.

Apesar da acusação, ainda não está claro se a empresa, em algum momento, vai ceder à pressão. Isso deve ser discutido pela companhia da maçã, embora ainda seja necessário entender quais as vantagens da Apple implementar o suporte ao RCS em seus produtos.

Via: The Verge

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *