Um dos fundadores do YouTube protestou contra a recente remoção do botão “dislike” (não gostei”) dos vídeos da plataforma. A forma de protesto encontrada? Alterar a descrição do primeiro vídeo do site, enviado em 23 de abril de 2005 pelo próprio desenvolvedor, Jawed Karim.

O vídeo “Me at the zoo” tem apenas 18 segundos. Já os comentários, são centenas. Karim publicou primeiramente uma descrição dizendo que “Quando todo YouTuber concorda que remover os ‘dislikes’ é uma ideia estúpida, é porque provavelmente é. Tente novamente, YouTube“. Depois, postou um texto mais longo e que ainda pode ser visto na descrição do clipe.

O protesto foi registrado no último dia 13 de novembro. Antes disso, Karim já havia comentado sobre a mudança no próprio vídeo de anúncio do YouTube.

Não é a primeira vez que o fundador critica a plataforma usando seu canal. Em 2013, quando o serviço integrou o Google+ para colocar comentários, ele também protestou da mesma maneira.

A nova mudança promovida pelo site foi anunciada em 10 de novembro e, supostamente, tem como objetivo remover a visualização dos “dislikes” para evitar que pequenos criadores de conteúdo sejam alvo de assédio. A ideia, então, é promover “interações respeitosas” entre espectadores e criadores. Efetivamente, o botão de “não gostei” vai continuar lá, mas apenas o proprietário do canal terá acesso à sua contagem.

Testes antes do anúncio do YouTube

Em março, a plataforma de vídeos da Google revelou que estava testando a estratégia de ocultar os números de “descurtidas” do público. Além disso, há tempos os creators do serviço têm a opção de ocultar os números de visualizações de suas publicações na plataforma.

O experimento descobriu que, a partir do momento que o usuário não consegue ver os resultados de uma campanha de ódio para inflar os números do “não gostei” em um vídeo, é menos provável que esse tipo de atitude aconteça.

Alguns internautas ainda podem clicar em botões “não gostei” na maioria dos vídeos e ver a quantidade de pessoas que clicaram nos botões. A ideia, no entanto, é que a novidade chegue gradualmente a todos membros do site muito em breve.

Fonte: Reddit

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *