Imagem: Divulgação/Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

Na tarde do próximo sábado (30), um eclipse solar poderá ser visto em algumas regiões do planeta. Na América do Sul, por exemplo, o fenômeno poderá ser visto apenas no extremo sul do continente – local em que será possível ver até 54% de cobertura do Sol.

Mas além da América do Sul, o Observatório Nacional afirma que o fenômeno poderá ser acompanhado também na parte sul dos oceanos Atlântico e Pacífico, bem como em partes da Antártica.

Infelizmente, o primeiro de dois eclipses solares previstos para este ano não poderá ser visto diretamente do Brasil. No entanto, o Observatório Nacional planeja uma transmissão ao vivo para que os interessados possam assistir ao momento.

O evento deve ser iniciado às 15h (horário de Brasília) – e o eclipse solar está marcado para ter início às 15h45 (horário de Brasília).

Eclipses solares e cuidados na observação

Os eclipses solares acontecem, em média, a cada 18 meses, mas, por acontecerem de diferentes formas e, portanto, serem visíveis de maneiras diferentes na Terra, parecem raros.

Segundo o Observatório Nacional, a definição de eclipse solar se dá quando a Lua fica entre o Sol e a Terra. Isso faz com que sua sombra seja projetada sobre o planeta. Aqui, há dois termos importantes sobre o fenômeno: umbra e penumbra.

O primeiro diz respeito a uma sombra mais escura, em que toda a luz é bloqueada. Já o segundo define a parte mais clara da sombra, em que a luz do Sol é parcialmente bloqueada.

Eclipse

Imagem: Drew Rae/Pexels

Seja qual for o caso, há recomendações para nunca se olhar para o fenômeno a olho nu – muito menos com óculos escuros, chapas de Raio-X ou filmes fotográficos de máquinas analógicas.

Isso porque a claridade do Sol pode danificar a retina, mesmo quando há algo entre os raios e a visão.

Mas se mesmo assim a pessoa quiser observar o fenômeno, especialistas recomendam a utilização do chamado vidro de solda, que pode ser encontrado em lojas de materiais de construção.

Vale lembrar que a tonalidade do vidro deve ser de, no mínimo, 14 e a proteção deve ser colocada na frente dos olhos no caso da observação do Sol.

Via: Agência Brasil

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.