Há um ano, o Signal liberava videochamadas com criptografia de ponta a ponta com até 5 participantes. Nesta quarta (15), o mensageiro focado em privacidade estendeu esse número para até 40 pessoas. Entre os aplicativos de bate-papo disponíveis, o Signal é o primeiro e único a oferecer o recurso com chamadas criptografadas de ponta a ponta.

No blog do app, há uma descrição detalhada de como o software de código aberto Signal Calling Service funciona. Para conseguir criptografar chamadas de grupos tão grandes, o mensageiro usou o “encaminhamento seletivo”, no qual o servidor passa a mídia de um usuário a outro. Desta forma, o processo é mais seguro que “misturar” todas as mídias através do servidor (mistura do servidor), o qual seria capaz de visualizar e alterar as mídias; e mais fluido que enviar 40 vídeos diretamente entre os usuários (malha completa), aqui pensando em uma conexão de internet suficientemente rápida, algo que maioria das pessoas que não tem.

A versão desenvolvida pela equipe do Signal pode lidar com um volume maior que as SFUs (Selective Forwarding Units) de código aberto disponíveis.

Signal libera videochamadas criptografadas de ponta a ponta com até 40 participantes

Imagem: Signal/Reprodução

Exemplos como do Zoom, nos fazem perceber o quão é importante proteger a comunicação com criptografia de ponta a ponta. Além disso, por não receber apoio financeiro de anunciantes ou acionistas e ter o código aberto, isso dá aos usuários do Signal mais segurança em relação ao não compartilhamento de dados com terceiros e possíveis backdoors escondidos no aplicativo.

Recentemente, o mensageiro lançou um programa de apoio dentro do aplicativo, com ele, usuários podem fazer doações mensais ou apenas dar um “impulso” com doações únicas.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *