Imagem: Justin W/Unsplash

Novas observações do Telescópio Espacial Hubble da Nasa confirmaram um cometa com tamanho de núcleo recorde de 130 quilômetros de diâmetro, o maior já visto por astrônomos. Embora o astro esteja se aproximando da Terra, a boa notícia é que ele não representará nenhum risco para a humanidade.

Descoberto por acaso em novembro de 2010, o cometa C/2014 UN271 novamente foi registrado pelos instrumentos da Nasa. As recentes observações não só confirmaram que seu núcleo congelado é cerca de 50 vezes maior do que a maioria dos “corações” de cometas conhecidos, como constataram que sua massa é astronômica: 500 trilhões de toneladas.

Tamanho do cometa C2014 UN271

Imagem: Divulgação/Nasa

“Sempre suspeitamos que este cometa tinha que ser grande porque é muito brilhante para uma distância tão grande. Agora confirmamos que é”, destacou David Jewitt, professor de ciência planetária e de astronomia da Universidade da Califórnia (UCLA).

O fato de o C/2014 UN271 estar a menos de dois bilhões de milhas do Sol dificultou a identificação pelo Hubble. Mas os astrônomos utilizaram um modelo de computador para que o astro coubesse no telescópio. Com isso, eles não só identificaram o real tamanho e peso do núcleo, como constataram que o coração do elemento “é mais preto que carvão”.

Cometa C2014 UN271

Imagem: Divulgação/Nasa

Cometa inofensivo

As pesquisas indicam que o cometa está caindo em direção ao Sol há mais de um milhão de anos e que está se movendo a 22.000 milhas por hora da borda do sistema solar. Felizmente, ele nunca chegará a menos que um bilhão de milhas de distância do Sol — um pouco mais que a distância de Saturno.

Além disso, esse alcance máximo não deve acontecer antes do ano de 2031. Em suma: estamos duplamente seguros.

Fonte: Nasa

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.