Mesmo que esteja à frente da Apple, uma das maiores big techs do mundo, o executivo Tim Cook disse estar preocupado com o uso excessivo de tecnologia pelos usuários. Segundo o CEO da empresa da maçã, seus dispositivos deveriam ser usados para criatividade, mas têm sido utilizados para “rolagens infinitas”.

A discussão surgiu durante uma entrevista à revista Bustle, quando Cook discutia o apoio da Apple ao app Shine — que se concentra no combate à negatividade em torno dos problemas de saúde mental. Inclusive, o executivo chegou a admitir que medita para lidar com a infinidade de responsabilidades de seu cargo.

Em determinado ponto da conversa, o CEO da Apple mostrou-se extremamente preocupado em como o ser humano lida com a tecnologia. “Sempre achei que a tecnologia deveria servir à humanidade e não o contrário. E eu sempre me preocupei com as pessoas usando tecnologia em excesso”, revelou o executivo.

Ele também disse que a Apple tem trabalhado duro para tentar ajudar esses indivíduos totalmente imersos na tecnologia, que podem chegar na casa dos milhões. Uma das medidas foi justamente o lançamento do Screen Time, que monitora o tempo gasto nos dispositivos iOS para diminuir essa dependência.

“[…] Criamos o Screen Time para tentar dar às pessoas uma leitura verdadeira da quantidade de tempo que [elas] realmente passam em seus dispositivos, porque geralmente é muito mais do que dizem. Como muitas pessoas, descobri que, quando implantamos o Screen Time, minha estimativa do que eu estava fazendo era diferente da realidade, e isso me fez mudar. Espero que todos passem por esse processo”, contou.

Ilustração de vício em tecnologia

Para executivo, usuários estão usando tecnologias no geral de forma errada. Foto: ROMAN ODINTSOV/Pexels

Outras preocupações do CEO da Apple

Mas junto com o pacote de uso excessivo da tecnologia, Tim Cook chamou a atenção para o uso exacerbado das redes sociais e suas rolagens infinitas. Ele aponta que os dispositivos deveriam ser usados para criatividade, como “tirar fotos de ‘tirar o fôlego’ ou qualquer outra coisa”.

O problema é que as ideias iniciais de exibição de fotos e conexões com famílias e amigos foram deixadas de lado. Ao invés disso, Instagram, Facebook, TikTok e os próprios aparelhos da Apple têm sido usados para “rolagens infinitas e estúpidas”, segundo ele.

Vale lembrar que o próprio criador das rolagens infinitas, Aza Raskin, já revelou que se arrependeu de sua criação. A ideia era criar algo para facilitar a experiência do usuário, mas a má utilização do recurso tem reportado diversos casos de vícios e dependências dos seres humanos com a tecnologia.

Fonte: Wccftech

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *