Imagem: FCC

O CEO do Snap, Evan Spiegel, declarou que a companhia não está interessada no metaverso como outras redes sociais. Spiegel anunciou o Pixy, um drone que tira fotos, e um óculos de realidade virtual que está em produção. As novidades, de acordo com o CEO, são para usar a realidade aumentada (RA) no cotidiano, algo muito mais interessante que o metaverso.

“Nós não usamos essa palavra pois é muito ambígua e hipotética”, afirmou ao The Guardian ao falar de metaverso. “Peça a uma sala cheia de pessoas para defini-lo e terá definições totalmente diferentes de cada um”.

As empresas que fazem apostas no metaverso “estão falando de algo que não existe ainda”, explicou o CEO ao The Verge. Já a RA “tem 250 milhões de pessoas engajando-se todos os dias apenas no aplicativo Snapchat”, completou.

Snap acredita que mundo real será vivido mais tempo que o metaverso

O investimento em óculos de RA foi descrito por Spiegel como a chave para a computação sobreposta ao mundo ao redor do usuário. O óculos da Snap já está em fase de teste para desenvolvedores. Outro óculos muito aguardado, do Facebook, deverá ser lançado apenas em 2024.

“Nossa tese fundamental e maior aposta é no mundo real, e que as pessoas realmente gostam de passar tempo juntos na realidade. E a computação pode melhorar isso, tornar mais divertido e contribuir para experiências compartilhadas”, declarou Spiegel.

“Mas, na verdade, as pessoas vão passar a maior parte do tempo no mundo pois é um lugar realmente maravilhoso… E por isso falamos com muitos detalhes sobre os produtos que temos hoje, sobre as soluções que existem hoje, e sobre a maneira como as pessoas estão usando nossos produtos, em vezes de falar em hipóteses”, concluiu.

Pixy, o drone para selfies do Snapchat, divulgado pelo CEO do Snap

Imagem: divulgação

Pixy revelado pelo CEO da Snap

A Snap revelou oficialmente nesta quinta-feira (28) o Pixy, um drone para selfies – sim, uma câmera voadora particular; e bem pequenininha. “Com o simples toque de um botão, o Pixy voa em quatro trajetórias predefinidas. Ele pode flutuar, orbitar e seguir onde quer que você leve, sem um controle ou qualquer configuração”, descreve a página oficial do produto que, segundo a empresa, após o registro volta suavemente à mão do usuário.

Antes mesmo do lançamento, muita informação sobre o pequeno drone já havia vazado trazendo detalhes técnicos do dispositivo e muitas imagens também. O Pixy é pequeno, mede aproximadamente 13 centímetros de largura por 12cm de altura.

A empresa classifica o equipamento como “um pequeno drone inteligente com câmera”. Um botão na parte superior parece ser um seletor de modo de câmera. Observando as imagens é possível ver câmeras na frente e também na parte de baixo do drone.

Segundo a empresa, os vídeos dos voos são transferidos sem fio e salvos nas memórias do Snapchat. O usuário pode, então, usar as ferramentas de edição, lentes e sons do Snapchat para personalizar o registro antes de compartilhar em diferentes plataformas.

O drone para selfies da Snap tem entrada USB-C (certamente para carregamento) e bateria removível. O equipamento opera em frequências de 2,4 GHz e 5 GHz, como a maioria dos outros drones. De acordo com os documentos, a câmera voadora tem conexão Bluetooth também.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.