Imagem: Shutterstock

Pesquisadores de Pequim estabeleceram um novo recorde de distância da comunicação quântica direta segura ao enviar informações “protegidas” por mais de 100 km. Esse tipo de transmissão é considerada segura o bastante para detectar e impedir ataques de espionagem.

Apesar da velocidade extremamente lenta ainda – apenas 0,54 bit por segundo -, a nova distância é um salto significativo em relação à última marca de pouco mais de 18 km atingida em 2020.

Desta vez, além de ultrapassar os 100 km, a transmissão foi o suficiente para enviar mensagens de texto e criptografar chamadas telefônicas a cerca de 30 km com segurança.

hacker stalkerware DuckDuckGo airtags

Imagem: Shutterstock

A pesquisa do professor Long Guilu, vice-presidente da Academia de Ciências da Informação Quântica de Pequim, foi publicada na revista Nature. A expectativa é que a tecnologia possa eventualmente levar a uma comunicação à prova de hackers, uma vez que qualquer tentativa de intervenção pode ser detectada instantaneamente.

Como funciona a comunicação quântica segura

A comunicação quântica direta segura usa o princípio de emaranhamento para redes seguras. Na física quântica as partículas emaranhadas estão ligadas, de modo que, se a propriedade de uma for alterada, a outra também mudará instantaneamente – tornando o hacking impossível. Na teoria, as partículas permanecem ligadas independentemente distância; ou seja, esses sistemas devem funcionar em grandes distâncias.

“O experimento mostra que a comunicação direta segura quântica interurbana através da fibra é viável com a tecnologia atual”, escreveu a equipe na Nature.

Fibra Óptica

Imagem: Tomislav Jakupec / Pixabay

“Se substituirmos partes da internet hoje, onde ocorrem mais ataques de espionagem, por canais quânticos, essas partes terão a capacidade adicional de detectar e evitar espionagem, tornando a comunicação ainda mais segura”, concluiu Long.

Via: SCMP

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.