Imagem: TecMasters

No início de abril, a Coca-Cola anunciou o lançamento da Zero Sugar Byte, uma edição limitada da famosa bebida de extrato de noz de cola e cafeína, mas que foi desenvolvida “no metaverso“.

Explico: o Byte foi um sabor criado para o refrigerante dentro do game Fortnite. O projeto nasceu por meio do Creations, uma plataforma de “inovação para colaboração, criatividade e conexões culturais” inaugurada no início do ano pela marca e que tem como premissa criar experiências diferenciadas, bem como testar projetos com foco no digital, mas tendo também essa “pegada mundo real”.

Essa edição limitada da Coca-Cola Byte foi um exemplo da materialização desse conceito do Creations: durante o lançamento do refrigerante, gamers convidados pela marca da América Latina — incluindo o Brasil —, “destravaram” o lançamento a partir ilha criada no Fortnite. Não vou me estender sobre isso, mas se você estiver curioso, pode ver o resultado dessa saga no canal da Coca no YouTube.

Imagem de uma garrafa roxa de Coca-Cola virtual, uma captura de tela criada dentro do jogo Fortnite

Imagem: reprodução/Coca-Cola

Basicamente, o anúncio da Byte prometia, como o próprio site da empresa descreve:

“A primeira Coca-Cola que veio do mundo virtual com sabor de byte!”

Agora, como é este sabor, amigos, é a pergunta de um milhão.

A saga da Coca-Coca Byte

Confesso que não sei bem como descrever o que senti. Eu diria que foi a mesma sensação de ‘não-sei-bem-se-curti-não-é-ruim-só-que-é’ que eu tive quando experimentei a Lay’s de Vinagre (alô pessoas que já experimentaram esse salgadinho, sabem o que eu estou dizendo).

Em resumo: não tenho bem certeza se não gostei, mas também não posso dizer que gostei. Não é que é ruim do tipo “nunca mais compro”, mas também não achei bom o suficiente para comprar novamente, entende?

A sensação é (e tentarei ser o mais descritiva que eu conseguir): no primeiro gole fiz uma careta de franzir o nariz. Não só pela efervescência característica de refrigerantes em lata que eu acho um exagero, mas pelo sabor curioso mesmo.

Foi quase como quando você come um biscoito de polvilho que seu cérebro jurava ser salgado, mas quando você dá a primeira mordida vem o gosto de confusão misturado ao arrependimento que se comprova ao verificar que a embalagem é, na verdade, da versão de polvilho doce. (Alguém mais já passou por isso, ou é só comigo que acontecem essas coisas?)

Mas entenda: é menos terrível do que parece porque, no caso, eu sabia, ao menos, que a Coca era sem açúcar antes de prová-la. Então, na escala de coisas estranhas, o polvilho doce definitivamente tem gosto de decepção, enquanto a Coca Byte está mais para um “conheço isso de algum lugar”.

Para quem está acostumado com o gosto da sucralose (e quem gosta, que não é o meu caso definitivamente), eu diria que é similar. Se eu tivesse que definir em uma frase, diria que é uma versão “Coca Zero suavizada”.

E olha que eu já provei Coca-Colas do mundo quando fui na loja da marca em Las Vegas, nos EUA (para quem não sabe: na loja eles possibilitam aos visitantes provarem sabores que são originais de determinados países, como o Kuat brasileiro, feito a partir do nosso guaraná, e a Inka Cola peruana) — e o gosto não parece em nada com nenhum dos 16 que já provei.

Em uma bandeja vermelha já 16 copos, todos com líquidos coloridos que são os sabores das Coca-Colas pelo mundo, incluindo a brasileira Juat

Os 16 “flavors around the world’, ou sabores de Coca-Cola no mundo que experimentei em Las Vegas. Imagem: arquivo pessoal/Tissiane Vicentin – TecMasters

Me lembrou mais o sabor de alguma bala dessas de infância – tipo Juquinha de morango. É um gosto conhecido de algo que já consumi na vida, mas que não consegui puxar pela memória qual a origem.

Não tem gosto de energético, tampouco de isotônico – embora ambos sejam sabores artificiais que eu poderia apostar que serviram de inspiração para a criação do tal do ‘sabor Byte’.

Mas, à parte daquele gosto docinho característico que senti, ressalto que no fundo, depois de engolir, o sabor muda e fica um resquício de artificial, sabe? E essa é a parte que eu não gostei tanto assim (já deu para perceber, né?)

O veredicto: Coca-Cola Byte é boa?

Bom, a promessa do marketing era experimentar a Coca-Cola Byte para “desbloquear uma experiência única”. E acredito que isso foi cumprido, porque realmente não é um gosto parecido com nada do que já provei. Admito que até cheguei a olhar a composição em busca do que seria feito a base desse tal ‘Byte’ e não há qualquer ingrediente que aponte para um aroma ou sabor artificial de coisa alguma.

O que me faz acreditar que: ou eles conseguiram alguma autorização especial para não dizer o que tem na embalagem (e, portanto, manter o mistério — o que não seria tão impossível para a Coca, visto que a fórmula da bebida é um segredo até hoje), ou esse é de fato o gosto do xarope original com adoçante dietético.

[REVIEW] Coca-Cola Byte: experimentamos ‘o sabor do metaverso’[REVIEW] Coca-Cola Byte: experimentamos ‘o sabor do metaverso’[REVIEW] Coca-Cola Byte: experimentamos ‘o sabor do metaverso’

Aos amantes da Coca-Cola tradicional como eu (bem gelada, trincando, em um lindo dia de sol), meu conselho: só tomem se quiserem matar a curiosidade. Ou se estiverem em um lugar em que a latinha está gelada e é a sua única opção de consumo.

Aos amantes de Coca-Cola zero: achei o sabor um tanto similar, então talvez vocês curtam o gosto do Byte também.

No mais, deixo ao marketing da Coca-Cola os meus sinceros parabéns. Se a intenção era provocar um burburinho e atiçar a curiosidade, a estratégia deu certo. Agora, se o público gamer vai se engajar para que eventualmente a edição limitada possa se tornar algo mais definitivo, aí eu tenho minhas dúvidas.

E se você chegou até aqui e ainda assim decidiu experimentar o sabor Byte, me conta depois nos comentários o que achou?

Comentários

24

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Nicole
    26 de julho de 2022 - 15:06

    Eu achei gostoso, vou comprar de novo com certeza

  • CRISTIANE NORTE DE
    18 de julho de 2022 - 16:49

    Adorei… comprei pela latinha e por ser diet (tenho diabetes). Tem gosto de drops Dulcora, tipo gosto de infância….

  • Luciane
    14 de julho de 2022 - 00:43

    Nao curti…tive a impressao que jogaram uma bala gel na lata de coca, achei estranho…

  • Ayla
    11 de julho de 2022 - 23:26

    Eu amei! Sabor meio de tuti fruit ou de uva. Perfeito!

  • Leandro
    28 de junho de 2022 - 17:13

    O gosto lembra aquelas geleias de mocotó com sabor. Para quem é coroa, assim como eu, também vai lembrar dos refrigerantes tuti fruti baratinhos que vendia nas garrafas de cerveja de 600ml.

  • Iraquitan
    22 de junho de 2022 - 13:32

    Rapaz comprei 5 latinhas no mercado em Sergipe para experimentar, né que voltei e comprei mais 5,eu adorei

  • Lethicia
    12 de junho de 2022 - 16:47

    A impressão que eu tenho é que o autor tem seletividade alimentar tal como uma criança de creche que julga de forma negativa tudo que é novo. O autor deve sempre repetir os mesmos pedidos nos mesmos lugares e todos extremamente seguros e sem graça. Tal como uma batata com queijo e bacon.

  • Luis Gustavo
    9 de junho de 2022 - 22:54

    Parabéns, texto muito bem escrito, tinha curiosidade em experimentar, mas depois do Lays vinagre, estou repensando kkkk

  • Rafael
    6 de junho de 2022 - 21:59

    Se fizer o marketing certo, vai obter sucesso na noite, misturada com bebidas alcoólicas. Como toda coca cola, o primeiro gole é estranho, o segundo nem tanto e no terceiro você já acha gostoso, no quarto passa a gostar e no quinto fica viciado

  • Paulo
    25 de maio de 2022 - 12:40

    Não gostei, muito parecido com sabor da coca Cherry, cereja falsa, com gosto muito artificial

  • Juliana
    24 de maio de 2022 - 01:31

    Bom eu comprei por curiosidade, achei a embalagem atrativa. E pra não ficar de fora resolvi experimentar. No começo estranhei um pouco mas depois eu gostei, me lembrou o gosto de energético só que mais forte.. Não sei explicar.. Acho que fui a única que gostei kk e sim eu compraria novamente.. Mas nada substitui a original coca-cola haha

  • Joao Honorato
    14 de maio de 2022 - 19:34

    Pra mim, essa Coca deveria se chamar Coca-Cola Bombeirinho. O gosto é muito parecido com o dessa bebida. Puxa bem o sabor de groselha ou framboesa e parece até que tem um toque de alcool no fim. Não é horrivel, mas não da vontade de repetir a experiência.

  • Ana
    13 de maio de 2022 - 20:53

    Nada a ver com coca zero!!!!! O sabor não parece com coca tradicional. Parece que misturaram alguma fruta “berry” (morango, açai, groselha, etc) com a coca. Bem mais doce que a coca zero ou normal.

  • Monica
    12 de maio de 2022 - 21:49

    Experimentei e achei o gosto parecido com bala de framboesa, sei lá… E o adocicado fica na boca por um bom tempo!

  • Henrique
    10 de maio de 2022 - 21:00

    Não querendo estragar a surpresa de ninguém, mas essa Coca é igual aquela Coca Baunilha, porém ao invés de açúcar tem aspartame.

  • Leandro
    1 de maio de 2022 - 09:39

    O sabor me lembrou uma versão ruim daquela coca cola de cereja (edição limitada – que eu amei por sinal). Achei meio ruim essa byte. Eu não compraria de novo. Não achei nada parecida com a coca zero.

  • Quelen
    25 de abril de 2022 - 23:22

    Adorei a descrição e acrescentaria “sabor tuti fruti” , igual ao chiclete Ping Pong. Quem já bebi a Coca e comeu esse chiclete, sabe do que estou falando. Kkkk

    • Tissiane Vicentin
      28 de abril de 2022 - 20:52

      Boa, Quelen! Lembra mesmo um pouco o sabor do Ping-Pong! (Saudades desse chiclete e das figurinhas, por sinal haha).

  • Fab
    24 de abril de 2022 - 22:08

    Eu achei parecido com a coca zero normal, so nao é igual pq mudaram aspartame e outros adoçantes por sucralose. Entao é mais.o gosto do caramelo mesmo e da sucralose com um fundo de babaloo quando ja ta no final do gosto que fica so o gosto da goma.

    • Tissiane Vicentin
      28 de abril de 2022 - 20:55

      Pois é, Fab, achei também! Acho que isso que matou o gosto para mim… Queria uma versão sem ser “zero açúcar” para ver se o gosto fica mais delícia, quem sabe…

  • Alyne
    23 de abril de 2022 - 23:13

    Experimentei aqui e depois de pensar um pouco, cheguei a conclusão de que ela tem gosto de groselha, aquelas Milani que vende no mercado e provavelmente você tomava quando era criança… por isso te lembrou o gosto de infância. 🙂 pelo gosto não é super claro porque mistura com a cola, mas o cheiro é idêntico.

    • Tissiane Vicentin
      29 de abril de 2022 - 20:38

      Hummm, adoro Milani! Bem gosto de infância mesmo!

  • Maranhense
    22 de abril de 2022 - 14:52

    Quero ver Cola Jesus sabor byte, aí sim

    • Tissiane Vicentin
      29 de abril de 2022 - 20:39

      Poxa! Coca Jesus sabor Byte vai ficar bem docinha essa, hein? hahaha