Imagem: Shutterstock

Será que a compra do Wordle pelo The New York Times valeu a pena? Pelo menos no curto prazo, parece que sim – e bastante. Nesta quarta-feira (4) o jornal norte americano revelou que ganhou “dezenas de milhões” de novos usuários no primeiro trimestre de 2022 graças ao jogo de caça-palavras adquirido pela empresa no início do ano por mais de US$ 1 milhão.

E o crescimento veio em um trimestre forte, no qual o Times conquistou 387 mil novos assinantes digitais do periódico. Assim, o jornal reporta um salto para 9,1 milhões de assinantes, com aumento de 26% na receita líquida no período.

Wordle

Imagem: Spenser Sembrat on Unsplash

O ganho de usuários se justifica, afinal o The New York Times apostou no certo: comprou um jogo extremamente popular e no auge do seu sucesso. O que resta saber é se a compra vai se justificar no longo prazo – será que vai continuar valendo a pena?

Entendendo o fenômeno Wordle

Criado em 2013 pelo engenheiro de software Josh Wardle (não confunda), o Wordle é uma espécie de jogo da forca atualizado que se tornou uma verdadeira “febre” da internet.

O projeto foi retomado em 2020, mas só foi disponibilizado ao público em novembro do ano passado, acumulando mais de 300 mil jogadores diários em menos de três meses.

Por tratar-se de um minijogo de adivinhação de palavras, “Wordle” é derivado da palavra “word” (“palavra”, em inglês). No entanto, é fácil notar a semelhança com o sobrenome do autor e o fato de o título possuir cinco letras condiz com as regras do game.

Como funciona o Wordle?

O jogo é bem parecido com a forca brasileira, mas na versão em inglês: o player tem cinco tentativas para acertar “a palavra do dia”. Diariamente, o site libera uma nova palavra (todas formadas por cinco letras) e os jogadores podem participar da rodada apenas uma vez por dia.

Para tentar acertar a palavra, é preciso “chutar” uma palavra que exista — não vale simplesmente escrever cinco letras aleatórias. A cada tentativa, os quadros são coloridos com as cores verde, cinza e amarelo. Cada uma delas possui um significado:

  • Cinza: a cor indica que a letra não faz parte da palavra;
  • Amarelo: a cor indica que a letra faz parte da palavra, mas não está na posição correta;
  • Verde: a cor indica que a letra está na posição certa da palavra.
Jogo Wordle

Imagem: Reprodução/Wordle

Aí é contar com a sorte e com os conhecimentos de inglês para tentar decifrar a palavra. A boa notícia é que a interface do Wordle deixa claro as letras que não fazem parte da palavra e as que fazem, tornando a vida dos jogadores mais fácil.

Qual o motivo de tanto sucesso?

É difícil cravar o real motivo de tanto sucesso. A forca brasileira, por exemplo, é bem similar e já existe há um bom tempo, mas não tem sido tão difundida nos dias de hoje. Ainda assim, existem algumas fatores que podem ajudar a explicar a adesão ao jogo de maneira global.

O primeiro é que o Wordle não precisa ser baixado — cuidado com os golpes. Ele funciona diretamente do navegador, ou seja, é clicar e jogar. Além disso, não há anúncios chatos para interromper ou poluir a interface do jogo, o que é um ponto bastante positivo.

O fato de o player poder jogar apenas uma vez por dia também torna o game pouco enjoativo. Os resultados também são facilmente compartilháveis, o que gera mais engajamento do público e acaba promovendo um verdadeiro desafio global entre os jogadores.

O ponto negativo é que, infelizmente, as palavras são todas em inglês, o que pode limitar o alcance do game. Mas a boa notícia é que o jogo já ganhou uma versão em português chamada Termooo, que pode ser acessada por meio deste link.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.