Nos últimos anos, diversas empresas de robótica têm desenvolvido projetos de robô humanoide para as mais diferentes finalidades. Mas o trabalho do Istituto Italiano di Tecnologia (IIT) parece ir além: criar uma máquina dessas que, além de andar no solo e manipular objetos, também seja capaz de voar.

iRonCub: o primeiro robô humanoide movido a jato

O projeto não é algo novo e vem sendo trabalhado desde 2016. Os pesquisadores têm tentado expandir as capacidades do iCub, renomado robô humanoide do IIT, em busca de criar o iRonCub: o primeiro robô humanoide movido a jato. Isso porque é mais fácil otimizar a criação antiga do que desenvolver uma estrutura inteiramente nova.

“Uma vez dotados de habilidades de voo, os robôs humanoides podem voar de um prédio para outro evitando destroços, incêndios e inundações”, afirmou Daniele Pucci, chefe do laboratório de Inteligência Artificial e Mecânica da IIT. “Após o pouso, eles podem manipular objetos para abrir portas e fechar válvulas de gás, ou caminhar dentro de edifícios para inspeção interna, por exemplo, procurando por sobreviventes de um incêndio ou desastre natural”, completou.

A boa notícia é que há progresso sendo feito. A equipe do IIT introduziu uma nova estrutura que pode estimar intensidades de empuxo de sistemas multicorpos voadores sem a necessidade de sensores de medição de empuxo. Na prática, isso significa menos custo de fabricação da máquina.

Robô humanoide voador da IIT

Imagem: Divulgação/Istituto Italiano di Tecnologia

Esta nova abordagem combina duas fontes de informação: a primeira derivada dos comandos enviados ao motor a jato com o empuxo resultante e a segunda usada pelo “momento centroide” do robô humanoide, que também é utilizado pelos roboticistas para controlar e estimar os movimentos de suas criações.

Os primeiros testes foram feitos recentemente em um iRonCub. Mas a outra boa notícia é que essa mesma estrutura de estimativa de empuxo pode ser aplicada a outros robôs voadores, incluindo caixas voadoras a jato, o que pode resultar em novas oportunidades de delivery de alimentos e medicamentos.

Aprimoramentos futuros

Agora a equipe está concentrada em melhorias para, de fato, lançar o produto. No curto prazo, os testes focarão em experimentos com o iRonCub desamarrado e, se tudo correr conforme o planejado, o robô humanoide deve ter sucesso ao realizar a decolagem e pouso vertical.

Já no médio e longo prazo, os pesquisadores vão usar inteligência artificial e ferramentas computacionais para unificar estratégias de decolagem e voo. Também serão estudados modelos de aerodinâmica para que o sistema se adapte aos controles de voo do iRonCube e de outros robôs voadores.

Nenhum prazo foi divulgado para que todas essas etapas sejam cumpridas. Mas a julgar que os recentes avanços significaram um grande ponto de virada para os pesquisadores da IIT, é possível que o primeiro robô humanoide voador seja apresentado ao mundo muito em breve.

Via: Tech Xplore

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *