A Alexa será o primeiro assistente de voz a ir para o espaço. A Amazon e a Lockheed Martin anunciaram que a missão especial Artemis I terá o assistente de voz no seu lançamento ainda em 2022.

A missão será sem tripulantes e as empresas planejam que uma tripulação virtual possa interagir. Pessoas no controle na Terra no Johnson Space Center na Nasa, incluindo estudantes e convidados, simularão conversas entre o aplicativo e astronautas.

Para realizar a tarefa espacial, a Amazon modificou a Alexa considerando a acústica da nave Orion. O aplicativo tem acesso a dados de telemetria, terá respostas para perguntas relacionadas à missão e poderá controlar parte dos equipamentos na cabine como a iluminação.

Teste da Alexa levará em conta conectividade espacial

A conectividade será através da tecnologia Callisto que permitirá os comandos de voz e acesso à rede Deep Space Network para comunicação com a Terra, mesmo que sem internet na nave.

O que a Alexa aprenderá com a Artemis I poderá ser utilizado para melhorar o aplicativo no futuro, de acordo com a Amazon. Usuários com pouca conectividade podem ser particularmente beneficiados, de acordo com o Engadget.

Para quem utiliza a Alexa, o aplicativo terá novas experiências com acesso aos dados de imagem, telemetria, vídeo e notificações de conquistas da missão. A transmissão ao vivo do lançamento estará disponível para os usuários.

O programa Alexa para Astronautas é um desdobramento em ação de marketing social da missão que promoverá educação científica. Usuários podem ter acesso à experiência de tripulação virtual, turismo digital no Johnson Space Center e currículo de ciências, tecnologia, engenharia e matemáticas (STEM). O programa tem parceria com a Associação Nacional dos Professores de Ciências dos EUA e a organização Mobile CSP.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.