No início deste ano, a Consumer Electronics Show (CES) teve uma edição totalmente digital por conta da pandemia. No entanto, em abril a organizadora do evento falou sobre a volta presencial. Eis que, agora, diversas empresas – como Amazon, Meta e Twitter -, revelaram que não comparecerão ao espaço físico da feira.

Como justificativa, as companhias falaram sobre sua preocupação com a variante da Covid-19 Omicron, que começou a se espalhar pelo mundo. Embora os organizadores tenham citado que vão exigir comprovantes de vacinação para entrar no evento, as empresas já reconsideraram seus planos.

Em comunicado, a Amazon afirma que não terá mais presença no local “devido à rápida mudança de situação e à incerteza em torno da variante Omicron”. A Meta, dona do Facebook, disse também que não participará “devido à evolução dos problemas de saúde pública relacionados à Covid-19”.

Até mesmo a T-Mobile, patrocinadora da CES, decidiu limitar sua participação no local. “Embora estejamos confiantes de que os organizadores da CES estão tomando medidas exaustivas para proteger os participantes pessoalmente, estamos priorizando a segurança de nossa equipe e de outros participantes com esta decisão”, explica a operadora de telefonia.

Ainda há muitos fatores desconhecidos sobre a Omicron, embora já se tenha informação de que estamos diante de uma cepa altamente transmissível. Por conta disso, pode ser que a maioria dos eventos planejados para o próximo ano possa passar por mudanças devido a preocupações com a nova variante.

Via: Engadget

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *