Criado em 2007, o recurso Street View do Google Maps tornou-se popular para a identificação de ruas e estabelecimentos. Mas para a polícia da Itália, a ferramenta do gigante de buscas foi o ponto-chave para a captura de um fugitivo da máfia italiana que estava foragido por quase 20 anos.

O mafioso em questão trata-se de Gioacchino Gammino, de 61 anos, membro do grupo italiano apelidado de Stidda. Ele escapou da prisão de Rebibba, em Roma, em 2002 e, no ano seguinte, foi condenado à prisão perpétua por um assassinato cometido anos antes mesmo estando escondido.

Na mira do Google Maps

Curiosamente, uma foto capturada pelo Google Maps foi um dos elementos essenciais para a localização de Gammino. Mesmo que a ferramenta borre os rostos dos indivíduos, a imagem ajudou a equipe de investigação a localizar o mafioso em Galagar (perto de Madrid), na Espanha.

A foto em questão mostra dois homens em frente a uma loja de frutas chamada El Huerto de Manu. Após a polícia desconfiar que um deles seria, de fato, Gammino, eles resolveram iniciar uma investigação mais profunda. O fugitivo então foi identificado e preso no dia 17 de dezembro, mas a captura só foi confirmada na última quarta (5).

“O fotograma nos ajudou a confirmar a investigação que estávamos desenvolvendo de maneira tradicional”, revelou Nicola Altiero, vice-diretor da unidade de polícia anti-máfia italiana (DIA).

Ainda segundo Altiero, Gammino está atualmente sob custódia na Espanha e espera-se que ele seja transferido para a Itália no final de fevereiro. Os demais fugitivos espalhados pelo mundo agora deverão tomar cuidado em dobro com o Google Maps para não terem o mesmo fim de Gammino.

Via: CNN

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *