Imagem: Reprodução/Intel

Na última terça-feira (4), a Intel afirmou durante a Consumer Electronics Show (CES) 2022 que as primeiras GPUs Arc Alchemist devem chegar ao mercado no primeiro trimestre deste ano. O grande problema é que mudanças no site da big tech sugerem que o prazo talvez não seja cumprido.

Logo após a transmissão do evento, o portal da Intel trazia diversos anúncios de que as placas de vídeo chegariam em “Q1”, que é a abreviação para “primeiro trimestre” em inglês. Curiosamente, uma recente atualização da página eliminou a previsão e a data de lançamento agora corresponde a “2022”, sem especificar o período.

Site da Intel

Imagem: Reprodução/VideoCardz

Site da Intel

Imagem: Reprodução/VideoCardz

É estranho pensar como a medida foi feita silenciosamente e pouco tempo após o anúncio global. Há quem diga que tudo não passou de uma mera atualização da página e que a exclusão do “Q1” foi feita por engano. Mas fato é que existem motivos para acreditar que a chegada das GPUs Arc Alchemist pode atrasar.

Vai ou não vai, Intel?

Quando a Intel confirmou o desenvolvimento de sua arquitetura Xe-HPG para GPUs gamers, especulações apontavam para o lançamento de placas de vídeo no quarto trimestre de 2021, mas o discurso no começo do ano passado alterou a previsão para 2022. Ou seja, mesmo que não oficial, seria um segundo adiamento.

Outro ponto é que esperava-se muito mais novidades durante a apresentação na CES 2022. No fim, o painel sobre as placas de vídeo foi relativamente curto e focou apenas nos diversos modelos que serão lançados para laptops. Isso pode indicar que ou as variantes para laptops chegarão primeiro ou o desenvolvimento das GPUs não está tão avançado assim.

Além disso, é preciso lembrar que a Intel acabou de lançar seus processadores Alder Lake de 12ª geração. Muitas fabricantes atualizaram seus dispositivos para essas CPUs e não se sabe até que ponto seria interessante para elas fazer outro lançamento, mas desta vez com as placas de vídeo Arc Alchemist.

De todo modo, será preciso esperar até que alguma informação mais concreta venha à tona. Atrasar em alguns meses o lançamento das GPUs até pode ser compreensível diante da crise dos chips, mas pode frustrar alguns potenciais compradores das placas.

Resta saber se a Intel tem alguma carta na manga para lidar com isso ou para evitar que seus novos produtos demorem mais tempo para chegar ao mercado.

Via: Tom’s Hardware

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.