A especulação envolvendo a integração do Discord com a blockchain Ethereum e os NFTs não pegou bem. Tanto que após os usuários da plataforma ameaçarem o cancelamento de assinaturas do Nitro caso o projeto avançasse, o CEO da empresa, Jason Citron, voltou atrás e disse que a companhia não deve mudar seus negócios tão breve.

“Obrigado por todos os feedbacks. Não temos planos atuais de desenvolver este conceito interno. Por enquanto, estamos focados em proteger os usuários contra spam, golpes e fraudes. O Web3 tem muitos problemas bons, mas também muitos problemas que precisamos resolver em nossa escala. Mais [informações] em breve”, tuitou o executivo.

Ao TechCrunch, o Discord reforçou o posicionamento de Citron e disse que, apesar de a empresa estar entusiasmada com o potencial da tecnologia Web3 — baseada no potencial da internet em rodar em blockchains públicos e de forma descentralizada —, não tem planos para avançar com o projeto no momento.

Entenda a polêmica envolvendo o Discord

Na última segunda-feira (08), Jason Citron tuitou que sua rede social considera uma integração com Ethereum e NFT. Ele ainda compartilhou uma captura de tela que sugere uma possível conexão com as carteiras MetaMask e WalletConnect.

Após a publicação, o fórum de feedback do Discord foi inundado de mensagens de usuários do Nitro falando que iriam cancelar suas assinaturas com base no que foi dito por Citron no Twitter. Muitas das reclamações tinham as frases “sem criptografia” ou “sem NFT”.

De acordo com as reclamações, a maioria dos usuários está preocupada com o custo de energia inerente às transações com NFT — espécie de selo em blockchain para autenticar que determinado ativo é original. Outros ainda mencionaram a percepção de esquema de pirâmide que foi ligado à negociação de tokens não fungíveis.

O novo posicionamento da rede social pode até tranquilizar alguns usuários, mas um futuro lançamento parece inevitável. Se o Discord, de fato, quiser surfar na onda dos NFTs e criptomoedas, terá de encontrar uma forma para convencer seus usuários, que parecem estar satisfeitos com o produto como está.

Fonte: TechCrunch

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *