A China lançou aplicativos para sua moeda digital com garantia do banco estatal. A moeda e-CNY tem garantia do Banco Popular da República da China (BPRC), equivalente ao Banco Central do Brasil.

Por ter garantia de um banco governamental e ser uma moeda centralizada (sujeita a intervenções e fiscalização governamentais), a novidade não é uma criptomoeda. O e-CNY iniciativa se assemelha ao real digital e outras iniciativas de moedas digitais em outros países.

O Yuan digital (e-CNY) poderá funcionar com serviços de pagamento como o do AliExpress (AliPay) e o sistema do WeChat, da Tencent. Varejistas online como JD.com já aceitam a moeda.

Estrangeiros poderão criar contas em e-CNY no banco, com a apresentação de seu passaporte e número de telefone. Depósitos em moedas estrangeiras serão convertidos para e-CNY.

O novo aplicativo permite que usuários em 10 áreas do país, incluindo cidades como Xangai e Pequim, possam usar a moeda.

China lança moeda digital - Banco da China

Imagem: Banco da República Popular da China

Moeda digital chega lembrando as Olimpíadas de Inverno de Pequim

O lançamento traz um anúncio das Olimpíadas de Inverno de Pequim e indica como um dos locais onde o Yuan digital poderá ser usado. O evento é patrocinado pelo banco.

A moeda digital chinesa foi anunciada em 2014. Inicialmente, esteve disponível apenas para usuários convidados. Atualmente, a interoperabilidade com sistemas de pagamento permite que a moeda funcione até em smartwatches que podem ser escaneados nos caixas do país para pagamento.

Para popularizar a moeda digital, o governo chinês realizou loterias em que distribuiu contas com o Yuan digital. Nos últimos dois anos, os prêmios foram de 10 milhões de Yuans digitais para Shenzen, 20 milhões para Suzhou e 40,2 milhões para Chengdu.

Via: South China Morning Post

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *