Imagem: reprodução/Sony

Uma bandeira brasileira no capô de um carro, uma camiseta da seleção verde e amarela escondida debaixo de um moletom, uma menção a Neymar e até mesmo um “graças a Deus” solto no meio de uma frase. Esses foram os elementos que integraram o episódio “Road Trippin” de Grey’s Anatomy e o fez ser um dos mais adorados pelos fãs brasileiros da série por motivos óbvios.

O calor brasileiro está em cada detalhe: dos itens de produção aos abraços dados pela família de brasileiros (parte da história central do capítulo) nos médicos. Tudo pensado estrategicamente para dar um toque nacional à jornada de 45 minutos que catapultou a cultura PT-BR para milhões de pessoas em escala global.

“Road Trippin” também tem um tempero extra nacional, representado pelo roteirista por trás do capítulo. Desde 2021, o brasileiro Beto Skubs integra a equipe de roteiristas da produção que é, ainda hoje, um dos maiores sucessos da criadora e ex-showrunner Shonda Rhimes.

Capa do roteiro do episódio de Grey's Anatomy escrito pelo brasileiro Beto Skubs

Capa do roteiro escrito pelo brasileiro – Imagem: Instagram/Beto Skubs

Se preparando para a décima nona temporada (sim, são quase duas décadas de Meredith Grey e amigos), Skubs ainda saboreia os resultados trazidos pela história — muito além da bandeira brasileira e da expressão em português que emocionaram o público.

Nascido em São Paulo capital, Skubs se mudou com a família para Piracicaba, no interior, aos 11 anos, onde foi criado durante boa parte da vida, até a graduação em Rádio e TV. Depois, se mudou para Los Angeles após conseguir uma bolsa de estudos  CAPES-Fulbright para estudar na renomada Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), onde seguiu com a especialização em roteiro de cinema e televisão.

Skubs conta ao TecMasters que, como muitas profissões, não há um “caminho certo” para chegar ao patamar onde chegou. Sem receita de bolo, com amores e dissabores, cheio de altos, baixos, aprendizados e conquistas — da mesma forma que acontece com um bom roteiro.

Conversamos com Skubs para entender um pouco mais sobre os bastidores do caminho do roteiro e você pode ver o resultado dessa conversa, na íntegra, mais abaixo.

[Entrevista] "Não há um caminho certo": Beto Skubs, roteirista de Grey's Anatomy, conta como é a vida por trás do script[Entrevista] "Não há um caminho certo": Beto Skubs, roteirista de Grey's Anatomy, conta como é a vida por trás do script[Entrevista] "Não há um caminho certo": Beto Skubs, roteirista de Grey's Anatomy, conta como é a vida por trás do script[Entrevista] "Não há um caminho certo": Beto Skubs, roteirista de Grey's Anatomy, conta como é a vida por trás do script[Entrevista] "Não há um caminho certo": Beto Skubs, roteirista de Grey's Anatomy, conta como é a vida por trás do script[Entrevista] "Não há um caminho certo": Beto Skubs, roteirista de Grey's Anatomy, conta como é a vida por trás do script

TecMasters – Conte-nos um pouco sobre a sua trajetória. Você sempre trabalhou com roteiros? 

Beto Skubs – Desde criança, sempre li bastante e escrevia bem por consequência. Pensava em ser escritor, mas não sabia exatamente o que queria escrever. Comecei a faculdade de jornalismo, mas não estava feliz… até encontrar os curtas-metragens da turma de Rádio e TV. Aí entendi: queria ser roteirista.

TM – Como foi o processo até chegar a ‘roteirista de Grey’s Anatomy’?

BS – Troquei de curso, me formei, fiz um monte de curtas e publiquei uma graphic novel até ganhar a bolsa CAPES-Fulbright para estudar nos Estados Unidos. Vendi um piloto de TV ainda na faculdade, escrevi um monte de roteiros freelancer para séries no Brasil e nos EUA, até surgir um convite para trabalhar na Globo. Fiquei lá dois anos e, quando retornei, fui convidado para a equipe do Grey’s Anatomy.

TM – Algum desafio específico que você poderia salientar?

BS – Não existe um “caminho certo” para chegar lá. Cada roteirista de sucesso que eu conheço tem uma história diferente. Assim como escrever um bom roteiro, cada roteirista acaba escrevendo sua própria história na profissão.

TM – Como funcionam os bastidores para criar um roteiro para séries, como no caso de Grey’s Anatomy?

BS – Temos uma equipe de roteiro bem grande. Roteiristas, assistentes, pesquisadores, médicos. O trabalho é muito colaborativo: 80% é estar na sala de roteiro planejando a temporada, as histórias, os arcos de personagem, os episódios. A partir daí, os episódios são designados a roteiristas individualmente, os quais trabalham enquanto o resto da sala continua.

Sempre tem vários episódios em diferentes estágios de produção. Finalmente, quando o roteiro está pronto, o roteirista se torna produtor e acompanha a produção no set, do começo ao fim. E aí começa tudo de novo! É desafiador, empolgante, e também muito divertido.

TM – E o feedback após o episódio? Vi que muitos brasileiros se sentiram representados. Como foi para você receber esse reconhecimento?

BS – O “episódio do Brasil” foi meu segundo episódio – eu já tinha escrito o episódio 1805 também – e foi incrível. Não apenas por eu poder representar nosso País, nosso povo e nossos fãs, mas também porque todos os departamentos do Grey’s abraçaram a ideia e se empenharam muito. Recebi muito carinho dos fãs que se dizem vistos, representados, orgulhosos e felizes, o que também me deixa orgulhoso e feliz.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Beto Skubs (@bskubs)

TM – O que você deixaria de mensagem ou até mesmo dica para alguém que queira seguir seus passos, ou uma jornada similar de entrar para a televisão e trabalhar com desenvolvimento de roteiros?

BS – Roteirista é uma profissão como qualquer outra: é preciso estudar e aprender antes de ser profissional. Assim como médico, engenheiro, piloto de avião. Não é apenas ser criativo, ter ideias. É preciso aprender a técnica, estudar, e escrever um monte de roteiros ruins até chegar no primeiro roteiro bom!

Então, não queime etapas e “encontre sua turma”. Se associe a outros roteiristas, troquem roteiros, encontre outras pessoas que querem ser produtores, diretores, atores. Ajudem uns aos outros. Comece por baixo e aprenda tudo sobre a profissão. Os relacionamentos interpessoais, numa indústria tão competitiva, são tão importantes quanto talento e técnica. E nunca pare de escrever!

Grey’s Anatomy e o ‘Episódio do Brasil’

Para quem quiser ver o “Episódio do Brasil” (ou rever qualquer outro da 18ª temporada da série) pode acompanhar a reexibição dos episódios diariamente, no canal a cabo Sony Channel. As temporadas anteriores completas podem ser assistidas via streaming do Amazon Prime e também na Globo Play. A 19ª temporada tem previsão de estreia para outubro.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.