Imagem: Reprodução

A Apple concordou em fechar um acordo na Justiça americana que terminou uma ação coletiva de seis anos. Consumidores de Nova York e New Jersey processaram a companhia após uma atualização mal feita no iPhone 4S.

A atualização do iOS 9 prometia mais rapidez e tornou, na verdade, o iPhone 4S mais lento por conta de bugs. O processo contra a Apple foi iniciado em dezembro de 2015. A indenização será de US$ 15 por usuário, um total de US$ 20 milhões foi destinado pela empresa para os pagamentos.

A queixa dos consumidores é propaganda enganosa referente à atualização do iOS 9, que traria mais velocidade a todos os dispositivos que suporta, incluindo o iPhone 4S. A ação coletiva alega que, em vez de melhorar os equipamentos, a atualização deixava o desempenho mais lento no iPhone 4S.

Apple indenizará consumidores que preencherem formulário

O slogan da atualização do iOS 9 era “a mais avançada experiência móvel, agora ainda mais”. As mudanças incluíam sugestões pró-ativas para a Siri, divisão de tela, melhoria no deslizar e Picture in Picture para o iPad, entre outras. No iPhone, as vantagens eram “refinamentos internos que trazem desempenho mais responsivo”, de acordo com o MacRumors. O processo destaca a declaração como propaganda enganosa. O iPhone 4S é o equipamento mais antigo com suporte a iOS 9.

Para receber o reembolso de US$ 15, os consumidores têm de preencher um formulário e afirmar “sob pena de perjúrio que, por seu conhecimento, fizeram o download do iOS 9 e suas versões no iPhone 4S e experimentaram o resultado de declínio de desempenho”. O formulário estará disponível online e será necessário fornecer nome, email, número de série do iPhone 4S (se possível) e um endereço postal.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.