Em seu relatório fiscal mais recente, a Alphabet mostrou um trimestre lucrativo e bem acima das previsões mais otimistas do mercado. Segundo os resultados trimestrais da empresa-mãe da Google, a receita da companhia passou da marca de US$ 65 bilhões.

Ainda que os ganhos com a operação em nuvem da corporação tenham aumentado consideravelmente nos últimos 3 meses, foi a corrida dos clientes aos anúncios online que movimentaram o caixa da organização.

O trimestre da Alphabet

O aumento de receita superior a 41%, com lucro na casa dos US$ 21 bilhões, se baseou majoritariamente em sua divisão de anúncios e propagandas. Afinal, com a continuidade da pandemia, muitos anunciantes continuam investindo forte em campanhas online, com o objetivo de arrebatar consumidores cada vez mais digitais.

Só nesse setor, a Alphabet anotou uma receita de pouco mais de US$ 53 bilhões. No mesmo período de 2020 a soma chegava a US$ 31,7 bilhões. A Google Cloud, por sua vez, cresceu 45% e arrecadou cerca de US$ 5 bilhões à empresa – mas ainda está distante da Amazon com sua AWS e da Microsoft com o Azure.

Sundar Pichai CEO Google and Alphabet At Singapore FinTech Festival

Sundar Pichai

Durante a reunião com investidores para apresentar esses resultados, o CEO da companhia disse que as buscas ainda são o coração da empresa e que os investimentos em inteligência artificial estão permitindo construir soluções ainda mais efetivas para clientes e parceiros.

Sundar Pichai também reforçou o compromisso da Alphabet e Google em ter suas sedes e servidores cloud com zero de emissão de carbono até 2030, e que produtos como o Maps passariam a oferecer opções mais verdes de transporte a seus usuários – intensificando a luta contra as mudanças climáticas.

Fonte: The Guardian

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *