Imagem: DCL "650" on Unsplash

Em meio a sua luta para aumentar o número de assinantes, a Netflix enfrentou no primeiro trimestre de 2022 uma perda de 200 mil assinantes no mundo todo.

Agora, a expectativa é que, no segundo trimestre, esse número chegue a 2 milhões de assinantes perdidos. “Nosso crescimento de receita desacelerou consideravelmente. A Covid obscureceu o cenário ao aumentar significativamente nossos assinantes em 2020, levando-nos a acreditar que a maior parte de nosso crescimento em 2021 se deveu ao avanço da doença”, comenta a empresa em uma carta aos acionistas.

Mas a diminuição no número de assinantes pode estar ligada a outro fator. Em janeiro deste ano, a Netflix anunciou seu primeiro aumento de assinatura em dois anos. Isso fez com que o streaming perdesse cerca de 600 mil clientes nos EUA e Canadá.

Além disso, a companhia estima que 100 milhões de lares usam o serviço por meio de senhas compartilhadas e, portanto, para maximizar seus lucros, pretende fechar o cerco contra essa prática.

“O grande número de famílias compartilhando contas – combinado com a concorrência, está criando ventos contrários no crescimento da receita”, revela a empresa.

Outra área afetada por essa queda no número de assinantes foi nas ações da empresa. Estima-se que a Netflix tenha perdido 23% no valor de suas ações.

Ao que parece, para tentar contornar isso, a Netflix considera a implementação de um plano mais barato, que pode conter anúncios em meio aos programas – algo semelhante ao que já acontece na HBO Max e Disney+.

“Aqueles que seguem a Netflix sabem que sou contra a complexidade da publicidade e sou um grande fã da simplicidade da assinatura. Mas, por mais que eu seja fã disso, sou um grande fã da escolha do consumidor”, disse Reed Hastings, CEO da Netflix.

Meios de entretenimento além da Netflix

Netflix

Imagem: Dima Solomin/Unsplash

A grande preocupação na diminuição dos assinantes pode não estar ligada diretamente aos concorrentes diretos, mas sim a outros meios de entretenimento. Uma pesquisa feita pela Deloitte mostra que os consumidores de 14 a 25 anos passam mais tempo jogando ou vendo vídeos criados por outros usuários, como TikTok e YouTube, do que assistindo filmes ou séries no streaming.

Por conta disso, a Netflix começou a investir em jogos para tentar atrair um novo público, mas, ao que parece, isso ainda não ofereceu resultados significativos.

Via: The Verge

Comentários

2

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Robson
    21 de abril de 2022 - 12:09

    Netflix fica colocando novela ,a gente paga tão caro para assistir só porcaria , se for para assistir novela eu assisto a globo que é free

  • André
    20 de abril de 2022 - 12:57

    Caracas tá chamando o povo de burro pagar para assistir propaganda