O governo federal prepara novas diretrizes para a carteira de identidade nacional. A ideia é padronizar sua utilização em todo o território. Em algumas das novas regras, pode ser necessária uma validação biométrica por ferramentas do governo.

Além disso, indo no caminho contrário do que acontece hoje, as carteiras de identidade passariam a ter um prazo de validade. Quando esse tempo terminar, será necessário realizar uma renovação.

Com previsão de publicação em março, o decreto passa por fase de criação. As novas regras são resultado de uma parceria dos ministérios da Justiça e da Economia. A partir dessa divulgação, haverá um prazo de 12 meses para que todos se adequem às novas regras.

O novo decreto será como uma extensão de um outro, publicado em 17 de dezembro, que estabelece o uso do CPF como principal método de identificação nas carteiras de identidade vindouras.

Essa medida foi adotada para que fraudes sejam evitadas. Muitas pessoas tiravam documentos falsos em diversos estados, todos com nomes diferentes. A ideia é coibir essa prática e garantir mais segurança para o cidadão.

Além disso, o governo planeja integrar vários bancos de dados para garantir que, quando um novo documento de identidade for tirado, o processo seja seguro para as pessoas e evite fraudes, já que uma autenticação biométrica será necessária.

Via: Mobile Time

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *