Quando você começar a surfar pelo YouTube, é provável que a plataforma de vídeos do Google comece a lhe servir até cinco anúncios, todos no começo dos vídeos e completamente “impuláveis” – ou seja, você terá que assistir a todos, goste ou não.

Desnecessário dizer, a medida desagradou diversos internautas, que levaram suas frustrações às redes sociais e fóruns online, chamando a medida de abusiva e alguns até anunciando – ou reforçando – o uso de bloqueadores de anúncios (os famosos “adblocks”) para contornar a medida.

 

Captura de tela mostra um display de computador sendo forçado a assistir cinco comerciais veiculados no YouTube. Medida está em teste pela plataforma de vídeos

(Imagem: Reddit/Reprodução)

A exibição de anúncios publicitários entre 15 e 30 segundos de duração é uma condição imposta pelo Google para quem quiser continuar usando o YouTube de graça ao invés de assinar um de seus planos Premium. Normalmente, a rede exibe entre um e dois anúncios no início de uma mídia, com o segundo sendo opcional e podendo ser “pulado” depois de cinco segundos.

Em casos mais longos, como vídeos de 30 minutos a mais de uma hora de duração, outros anúncios poderão ser veiculados no meio da reprodução mas, novamente, boa parte deles podem ser ignorados.

YouTube respondeu críticos, mas não adiantou muita coisa…

A ira dos internautas forçou o YouTube a responder, dizendo pelo Twitter que isso pode acontecer quando o anúncio pertence a uma categoria chamada “bumper ad”. Na prática, são publicidades de curtíssima duração – seis segundos em média – embora alguns internautas afirmem terem sido servidos peças mais longas.

Spoiler: o público não gostou nem um pouco…

“E existe também certos tipos de extensões chamadas ‘AdBlocks’ que são feitas especificamente para lidar com empresas que tentam nos afogar em anúncios.”

“Se vocês continuarem com isso, [o número de] usuários vai diminuir drasticamente.”

Ao que tudo indica, a medida ainda não vale para toda a base da versão gratuita do YouTube, cuja plataforma completa já conta com 2,24 bilhões de usuários de acordo com o Statista.

Isso é um indício de que a novidade ainda deve estar em testes, com o YouTube a colocando em prática de forma gradual e sem muito alarde, a fim de medir a resposta do público e as possibilidades de retorno de investimento.

A plataforma não informou se ou quando pretende implementar os cinco anúncios obrigatórios em caráter definitivo.

via GizChina | Statista

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments