Imagem: Bethesda Game Studios/Divulgação

A Bethesda Game Studios, de surpresa, revelou o acesso antecipado de The Elder Scrolls: Castles para smartphones Android. O jogo é, essencialmente, um simulador de gestão de casa – neste caso, um castelo com sua própria dinastia – e recursos de construção e exploração comandada.

Em outras palavras: Fallout Shelter, só que com pegada medieval ao invés de “desastre nuclear no deserto”. A empresa já havia sinalizado estar trabalhando em um jogo para celulares, mas não disse se tratar de um novo título da franquia Elder Scrolls. Vale citar, este é o terceiro dessa linha, após The Elder Scrolls Legends (um jogo de batalha de cartas) e The Elder Scrolls Blades. Assim como seus predecessores, The Elder Scrolls: Castles também é gratuito para baixar e jogar, contendo microtransações opcionais.

Inspirado em ‘Fallout Shelter’, ‘The Elder Scrolls: Castles’ é novo jogo mobile da Bethesda
Inspirado em ‘Fallout Shelter’, ‘The Elder Scrolls: Castles’ é novo jogo mobile da Bethesda
Inspirado em ‘Fallout Shelter’, ‘The Elder Scrolls: Castles’ é novo jogo mobile da Bethesda
Inspirado em ‘Fallout Shelter’, ‘The Elder Scrolls: Castles’ é novo jogo mobile da Bethesda
Inspirado em ‘Fallout Shelter’, ‘The Elder Scrolls: Castles’ é novo jogo mobile da Bethesda
Inspirado em ‘Fallout Shelter’, ‘The Elder Scrolls: Castles’ é novo jogo mobile da Bethesda

De uma forma geral, o jogo parece seguir exatamente a mesma receita vista em Fallout Shelter, apesar de algumas diferenças mais evidentes: pela galeria acima, por exemplo, nota-se uma luta em turnos contra um dragão gigantesco – esse formato de combate é ausente no outro jogo.

Pelo resto, porém, tudo parece igual: você estabelece uma dinastia onde você gerencia os habitantes do castelo – estes, por sua vez, terão atribuições específicas de rotina e, no meio disso tudo, poderão se apaixonar, casar, ter filhos, o que adiciona mais gente para viver em seu reino.

A fórmula é bem simples de se entender, e com alguns toques na tela, você já pega o “jeitão” da coisa. Considerando o fato do jogo ser destinado aos smartphones, a Bethesda pode ter algo em potencial nas mãos: Fallout Shelter, em 2021 (seis anos após seu lançamento) ainda rendia faturamento de US$ 105 milhões (R$ 526,30 milhões, cinco a mais que em 2019, segundo o GamesIndustry) à empresa, então criar The Elder Scrolls: Castles no mesmo modelo pode assegurar uma continuidade de receita no mercado mobile.

Estranhamente, porém, não é todo dispositivo que é capaz de rodar The Elder Scrolls: Castles. A Bethesda não divulgou uma lista dos aparelhos compatíveis com o acesso antecipado, mas em nossa tentativa, buscamos baixá-lo em um Galaxy S23, um realme 11 Pro+ 5G e um Infinix Note 30 5G – não estava disponível em nenhum deles.

Provavelmente, a página do jogo na Play Store terá algum tipo de atualização que o leve a mais dispositivos (Fallout Shelter, ao final, ganhou tantas versões que saiu do celular para PCs e consoles), mas por ora, o novo jogo parece ser mais restrito.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments