Imagem: Reprodução/IGN

Como era de se esperar, o evento Sonic Central ocorrido nesta terça-feira (7) revelou mais detalhes sobre o game Sonic Frontiers. Um vídeo de gameplay recente publicado pela IGN já havia mostrado trechos de jogabilidade, mas ganhou uma nova versão para explicar as mudanças planejadas para o título.

O portal gringo recebeu o game em primeira-mão e pôde comentar as primeiras impressões vistas no futuro jogo do ouriço azul que chega ainda em 2022.

Mais detalhes de Sonic Frontiers

  • “Zona aberta” e não “mundo aberto”
Sonic Frontiers

Imagem: Reprodução/IGN

Uma das principais diferenças vistas em Sonic Frontiers é justamente a mudança de fases lineares vistas em jogos clássicos para uma jornada em mapa extenso. Aliás, a própria Team Sonic prefere que o game seja caracterizado como “zona aberta” e não “mundo aberto”.

Isso porque o jogo não se baseia em “mundos de RPG ou aventura”, mas sim, em um “título de ação em 3D” — quase uma espécie de playground gigante. Elementos como trilhos, anéis ou pula-pulas não foram projetados para adaptarem-se ao cenário. Muitos deles simplesmente estão ali, flutuando pelo ar ou disponíveis em certos terrenos.

  • Clima solitário e misterioso foi proposital
Sonic Frontiers

Imagem: Reprodução/IGN

Outro ponto criticado no vídeo de gameplay era esse aspecto solitário que o game traz. Mas, bem, parece que tudo isso foi projetado. Segundo a história, Sonic se separa de Tails e Amy após entrar em um buraco de minhoca e vai parar e uma ilha deserta e misteriosa.

Logo, todo esse espírito solitário faz parte do enredo do título. Aliás, Takashi Iizuka, chefe da equipe do Sonic, revelou que os artistas trabalharam duro para criar uma trilha sonora menos animada e com clima maior de suspense. Em suma, foi tudo planejado.

  • Novas mecânicas de combate
Sonic Frontiers

Imagem: Reprodução/IGN

Se em jogos antigos as mecânicas de combate se limitavam a pulos, rolagens e contra-ataques, em Sonic Frontiers os players terão acesso a uma nova variedade de ataques. Aliás, derrotar inimigos resultará em recompensas de EXP, que poderão ser usadas para aprimorar a árvore de habilidades.

  • À la Shadow of The Colossus
Sonic Frontiers

Imagem: Reprodução/IGN

Sem contar os inimigos menores, o ouriço da Sega também terá de combater oponentes “tamanho família”. O IGN compara o game com o título Shadow of The Colossus, que traz batalhas contra colossos monumentais. Nesses combates, será preciso abusar (e muito) das estratégias.

Derrotar os monstros em questão permitirá que Sonic colete equipamentos de portal, permitindo acessos a estágios lineares pequenos.

Título chega ainda neste ano

Vale lembrar que o game chega ainda em 2022 para Nintendo Switch, PC, PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One e Xbox Series S/X.

Via: IGN

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.