A Sony ainda está longe do número de aquisições que a Microsoft fez para o Xbox nos últimos anos, mas isso não significa que também não está movendo suas peças. A empresa acaba de anunciar que a Housemarque agora é oficialmente parte do PlayStation Studios – e essa pode não ser sua única compra de peso.

A desenvolvedora finlandesa já trabalhava de forma bem próxima à companhia japonesa, tendo desenvolvido Super Stardust HD, Dead Nation e Resogun, entre outros jogos, para os consoles da Sony. Mais recentemente, lançou o exclusivo Returnal para o PS5.

Bem-vinda Housemarque

Com a parceria de anos e o recente investimento em Returnal, era de se esperar um movimento como esse. A notícia veio por meio do blog oficial do PlayStation.

Reprodução: Sony

“O mais recente lançamento da Housemarque prova que o estúdio tem uma visão incrível, capaz de criar novos jogos memoráveis que ressoam com nossa comunidade. […] Mal posso esperar para ver o que o futuro reserva à Housemarque”, comenta Hermen Hulst, chefão do PlayStation Studios.

Nenhuma das partes revelou quanto o negócio custou aos cofres da Sony, mas é certo que a japonesa pagou uma quantia adequada para garantir que um estúdio tão promissor continue produzindo exclusivos para a marca PlayStation – e não para seus concorrentes.

Mais surpresas no PlayStation

Outro parceiro em uma situação bem semelhante à da Housemarque é a Bluepoint Games, que tem acertado repetidamente em remasters e remakes de diversos títulos clássicos da casa para as novas gerações de consoles da Sony.

Depois da incrível revitalização de Shadow of the Colossus para PlayStation 4 e a versão impecável de Demon’s Souls para PlayStation 5, rumores indicavam que era questão de tempo até que o estúdio americano fosse abraçado pela família PlayStation.

Parece que isso pode acontecer muito em breve. Em uma postagem no Twitter para comemorar a aquisição da Housemarque, o perfil japonês do PlayStation utilizou a imagem errada e abriu espaço para especulações antes de apagar a mensagem.

No arquivo publicado, era exibido não o nome da empresa finlandesa, mas sim o da Bluepoint. A arte de Demon’s Souls Remake também aparecia no fundo, mostrando que não se trata de um erro, mas sim de uma revelação fora de hora. Bem-vinda, Bluepoint?

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *