Imagem: Vantage_DS/shutterstock.com

Recentemente, a Netflix implementou no Brasil uma proibição ao compartilhamento de senhas. Isso fez com que os usuários tivessem de assinar planos individuais – ou pagar a mais para colocar um dependente na conta – para continuar acessando o serviço.

Essa decisão, como mostra um estudo da agência Tunad, indica que houve um aumento de 78% na busca pelo cancelamento da assinatura.

Por outro lado, como destaca o F5, da Folha, o Globoplay foi na contramão e teve uma queda de 7% nas solicitações do tipo.

O Amazon Prime Video, assim como a Netflix, também teve um aumento na busca por cancelamentos – o aumento foi de 65%. No caso dele, no entanto, isso está ligado à mudança no valor da assinatura, realizado em maio.

Novas diretrizes da Netflix podem ter sido o motivo

Netflix

Imagem: Jade/Pixabay

De acordo com a Tunad, essa tendência se agravou com o aumento de preço e com as novas regras impostas pelos serviços de streaming.

Como justificativa, Ricardo Monteiro, COO da agência, disse que o motivo disso é a ideia do brasileiro de assinar apenas o que é necessário.

“O brasileiro não consegue sustentar mais do que dois a três serviços de streaming. Ou seja, o aumento de custos como esse pode gerar churn (medida que marca a quantidade de cancelamentos de um serviço), devido à situação financeira das famílias do nosso país”, comenta.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments