Imagem: Paramount

A suíte de aplicativos livres e de código aberto para escritório, LibreOffice, anunciou que vai suportar mais dois idiomas artificiais a partir fevereiro com o lançamento da versão 7.3. Klingon (também conhecido como klingonês, ou tlhIngan-Hol.) de Star Trek (Jornada nas Estrelas) — língua falada pelos guerreiros brutais de Gene L. Coon —, e o Intereslavo, linguagem auxiliar pan-eslava e gerada por algoritmos, que ajuda no entendimento de russo e polonês, por exemplo.

Apoiado por doações, alguns dos benfeitores devem ter se perguntado se a implementação dessas línguas — com número baixo de falantes — não seria um desperdício de dinheiro. Em resposta à preocupação, a The Document Foundation, que administra o LibreOffice, disse que é importante lembrar que a comunidade desenvolve o conjunto para que os contribuintes individuais possam trabalhar em itens que são importantes para eles, portanto, um indivíduo trabalhando em uma tradução Klingon não impede o projeto mais amplo de dedicar a outras tarefas importantes.

Qapla': LibreOffice ganha suporte para língua Klingon, de Star Trek

Imagem: The Document Foundation/Reprodução

Mesmo que o suporte Klingon e Interslavic soe como uma novidade, ele mostra quão versátil é o software livre e de código aberto. … O LibreOffice está disponível em mais de 100 idiomas, e gostaríamos de expandi-lo ainda mais. Quanto mais idiomas, melhor, especialmente se pudermos ajudar a aumentar as habilidades de TI em lugares que de outra forma não teriam software em seus idiomas nativos.

 

Qapla': LibreOffice ganha suporte para língua Klingon, de Star Trek

Alfabeto Klinzhai da língua Klingon (Manual do U.S.S. Enterprise Officer, 1980). Imagem: Wikipedia

Segundo informações da nota de lançamento, o novo suporte linguístico foi adicionado por Eike Rathke, engenheiro de software na Red Hat, uma das empresas que se beneficia e contribui para projetos de código aberto.

Para interessados em migrar para o software open source, a versão em português do LibreOffice pode ser baixada gratuitamente pelo site da The Document Foundation.

Com informações de The Document Foundation, PC Gamer, Neowin e EFE

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.