Confirmando os vazamentos revelados em outubro, a XFX finalmente está disponibilizando sua nova placa de vídeo voltada para mineração de criptomoedas. Intitulada de BC-160, a GPU foi desenvolvida em uma arquitetura da AMD e chega ao mercado com preço de um carro popular: US$ 2 mil (R$ 11,2 mil, em conversão direta).

O nome BC-160 refere-se à Blockchain Compute, que revela a principal finalidade do produto: mineração de criptomoedas. Para justificar esse valor salgado, a placa de vídeo apresenta a GPU Navi 12 de 7 nanômetros da AMD, com 2.304 núcleos empacotados em 36 unidades de computação — apesar de ser baseada na antiga arquitetura RDNA 1.

A GPU utiliza duas pilhas de 4 GB de memória HBM2 (totalizando 8 GB ao todo), cada uma conectada a um barramento de 1024 nits. A memória tem clock de 1,6 Gbps e 512 GB/s de largura de banda, mas é a taxa de hash de 70 MH/s que chama a atenção.

Isso porque a taxa de rash — medida em megahashes por segundo — indica a capacidade de uma placa de vídeo de realizar cálculos para mineração. Logo, quanto maior o nível dessa métrica, melhor será o desempenho do componente para mineração de criptomoedas.

E para efeitos comparativos, a taxa de rash da BC-160 é um pouco maior do que os 64 MH/s vistos na poderosa Radeon RX 6800 XT. Aliás, com configurações otimizadas, a nova placa de XFX pode fornecer até 72,30 MH/s, o que deve fazer a alegria dos mineradores que utilizam os sistemas operacionais sistemas Linux Ubuntu/RedHeat.

Placa de vídeo BC-160

Imagem: Reprodução/Aliexpress

Não menos importante, o produto vem com um TGP (consumo máximo de energia) de 150 W e uma saída ETH (Ethereum) de 69,5 MH/s, o que resulta em um PPW de 0,46. Isso significa um desempenho um pouco abaixo de GPUs baseadas na arquitetura RDNA 2 de nível básico, embora configurações possam resultar em um PPW um pouco melhor.

Como dito anteriormente, a placa de vídeo BC-160 foi lançada com preço de US$ 2 mil e já está listada no AliExpress. A expectativa é de que a chegada de mais GPUs voltadas para a mineração de criptomoedas resulte na diminuição dos preços das placas “comuns”, destinadas ao público gamer.

Via: VideoCardz/Wccftech

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *