A Microsoft segue firme em sua comemoração do aniversário de 20 anos do Xbox. Além de liberar edições especiais do Series X e de seu controle dedicados à data, a empresa também preparou uma surpresa especial para os fãs: um museu virtual da marca no metaverso.

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, já tinha deixado claro que o futuro da companhia no metaverso estava nos jogos, mas não dava para imaginar que os primeiros passos dessa jornada aconteceriam tão cedo.

O museu do Xbox no metaverso

O metaverso criado para o aniversário de 20 anos da marca é incrível, para dizer o mínimo. Estamos falando de uma quantidade absurda de conteúdo que aborda desde a concepção do primeiro Xbox até a chegada da família Series X/S e além.

Ao acessar este link, um menu de navegação inicial permite que você escolha onde quer explorar, enquanto uma timeline ampla ressalta pontos específicos da jornada do console. Seja qual for a sua opção, o provável é que você mergulhe de cabeça em um mundo tridimensional povoado de troféus, curiosidades e falhas desse ecossistema.

Xbox museu

Imagem: Microsoft

Sim, a empresa incluiu não só os sucessos, mas também os percalços ao longo dessas duas décadas de console. Isso quer dizer que você vai encontrar um “monumento” dedicado a coisas como a tentativa de compra da Nintendo pela Microsoft e às temidas 3 luzes vermelhas que indicavam a morte do Xbox 360.

Você pode se movimentar pelo museu virtual usando as teclas WASD do seu teclado e mexer na câmera com o mouse. Ao todo, o metaverso traz 132 momentos únicos da história do Xbox, cada um com links e artigos para se aprofundar ainda mais no tema.

xboxmuse02xboxmuse04xboxmuse05xboxmuse06xboxmuse07xboxmuse08

A boa notícia é que todo esse material está disponível em português – embora algumas traduções de jogos e termos tenham ficado bem esquisitas. Caso você tenha uma conta do Xbox, é possível entrar em uma sala personalizada com todos os seus dados de jogatina na plataforma. Pois é, desse jeito até dá para ter mais esperança no metaverso, não é?

Fonte: The Verge

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *