Desde que trocou o motor do Edge, que agora é o mesmo do Chrome, a Microsoft tem investido fortemente em tornar o seu navegador mais popular. No Windows 11, a empresa chegou até a dificultar a vida de quem queria trocá-lo e, agora, parece estar querendo forçar o seu uso ainda mais.

Em uma versão de testes do Windows 11 liberada na última semana, links exibidos no recurso de buscas do sistema ou através da Cortana só podem ser abertos no Edge. Assim, mesmo que o usuário tenha definido outro navegador como aplicativo padrão é o browser da Microsoft que será aberto.

Anteriormente, usuários estavam utilizando um widget conhecido como “EdgeDeflector” para que o seu navegador padrão fosse utilizado, mas tal truque deixou de funcionar com a build 22494 do Windows 11, que foi liberada no dia 3 de novembro pelo programa Windows Insider.

Apesar da Microsoft ter feito esta mudança, um novo aplicativo já foi criado para contornar esta restrição e foi disponibilizado no GitHub com o nome “MSEdgeRedirect”. Assim como o widget anterior, entretanto, uma atualização da Microsoft pode fazer com que o mesmo não funcione corretamente.

Microsoft não explicou mudanças feitas

De acordo com o portal TheVerge, até o momento da publicação desta matéria, dia 15 de novembro, a Microsoft não explicou o motivo para bloquear os widgets que faziam o “navegador padrão” ser respeitado. Entretanto, o EdgeDeflecttor já tinha mais de 500.000 usuários e outros browsers, como o Edge e o Brave, estavam implementando recursos similares.

Para saber como alterar o navegador padrão do Windows 11, não deixe de conferir este tutorial do TecMasters.

Via: XDA-Developers

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *