Imagem: HolgersFotografie/pixabay.com

Em uma versão beta do Windows 11, recentemente, a Microsoft começou a liberar o recurso de abas para o Explorador de Arquivos. Agora, diferentemente do que se imaginava, o recurso não ajuda apenas os usuários a terem menos janelas abertas e uma busca por arquivos facilitada.

De acordo com testes feitos pelo site Windows Latest nas versões beta e dev do Windows 11, o novo recurso do Explorador de Arquivos também ajuda a diminuir o consumo de memória RAM. Ao abrirem novas abas para explorar diretórios, o uso de memória pelo processo aumentou em apenas 1 MB.

Windows 11 - explorador de arquivos com abas

Imagem: Windows Latest

Apenas para comparação, ao abrir uma nova janela do Explorador de Arquivos, o seu processo aumenta em aproximadamente 10 MB o consumo de memória RAM. Dessa forma, é possível prever que mesmo que diversas abas sejam abertas, o consumo de memória ainda será menor do que é visto atualmente.

Novo Explorador de Arquivos pode ser lançado com Windows 11 22H2

O recurso de abas do Explorador de Arquivos ainda está sendo liberado de forma gradual para os usuários do programa Windows Insider, ou seja, não é todo mundo que está no programa que possui acesso ao mesmo. Entretanto, os testes parecem ter sido expandidos recentemente.

De acordo com informações obtidas pelo site Windows Latest, alguns usuários da versão 22H2 do Windows 11, que se encontra no canal Release Preview, também começaram a receber o recurso. Desta forma, vale notar, existe uma possibilidade do recurso chegar a todos usuários esta versão que está prevista para ser lançada em setembro deste ano.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.