Um vídeo sobre o Quartz, mercado de NFTs para os games da Ubisoft, foi retirado do canal da empresa. O material promocional não durou 24h online. Com uma extensão para navegador que permite indicar “dislikes” (descurtidas), os espectadores do canal conseguiram emplacar 31.000 descurtidas contra 1.000 de curtidas pelo vídeo.

A empresa “puxou a tomada” do vídeo, colocando-o como não listado no YouTube. A PCGamer UK notou e pediu que a empresa comentasse e não teve resposta. A plataforma Quartz continua aberta e o único game da empresa com NFTs à venda (Tom Clancy’s Breakpoint) continua tendo a opção de compra dos itens.

Os NFTs são tokens não-fungíveis, itens únicos digitais autenticados em blockchain. A ideia da empresa era vender roupas, armas e acessórios para os personagens do game com números de série únicos.

Digits NFTs Ubisoft

Imagem: Ubisoft

Ubisoft é mais uma empresa em controvérsia com NFTs

A especulação que pode ser feita é que a Ubisoft errou ao lançar NFTs simples, com visual bastante realista e não pixelados como muitos tokens que já fizeram sucesso (como Souls.fi). Pode ser também que os fãs de games AAA tenham reagido contra o lançamento como já fizeram em outros espaços de games, como o Discord.

O resultado é um cenário bem dividido de empresas de games AAA e postura em relação aos NFTs. A EA acha que criptomoedas são “o futuro”. Já a Steam baniu games blockchain de sua plataforma e enfrentou críticas por isso. A Epic Games já sinalizou a favor de games blockchain. Por fim, Phil Spencer do Xbox referiu-se ao mundo cripto como “explorador”. Resta saber se, a médio prazo, a Ubisoft vai continuar investindo ou abandonar totalmente a ideia de NFTs.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *