A Uber selou uma parceria com a empresa especializada em veículos autônomos Motional para testar entregas de comida de forma autônoma em 2022 por meio do seu serviço de delivery Uber Eats.

A operação será lançada na forma de um projeto-piloto, programado para começar pela cidade de Santa Monica, na Califórnia (EUA) — o que é bastante convenientemente estratégico para a Motional, visto que é onde a empresa opera parte da sua frota de veículos autônomos atualmente.

Também por ser um projeto-piloto, não serão todos os restaurantes disponíveis na plataforma do Uber Eats que participarão das entregas. Em um primeiro momento, os clientes escolherão kits fechados, de restaurantes parceiros selecionados.

Outras informações importantes como o número de veículos que irão operar nesse piloto, bem como se eles irão funcionar com alguma licença especial, não foram divulgadas.

Parachoque traseiro de carro autônomo da Motional; carro de cor branca

Imagem: reprodução/Motional

 

“Nossos consumidores e parceiros comerciais esperam conveniência, confiabilidade e inovação do Uber, e esta colaboração representa uma grande oportunidade para atender – e superar – essas expectativas”, completou Sarfraz Maredia, VP e head do Uber Eats para os Estados Unidos e Canadá.

“A parceria representa inovação no setor para ambas as empresas”, afirma a Motional, em comunicado oficial. Para a Motional, a parceria significa uma expansão dos negócios da empresa, que possui uma frota de veículos que operam sem motorista; para a Uber, o negócio marca a primeira parceria de delivery com um fornecedor de tecnologia de veículo autônomo (AV).

O CEO da Motional, Karl Iagnemma, está confiante sobre a parceria e acredita que esses é o começo para “muitas oportunidades de longo prazo para implantar ainda mais a tecnologia da Motional em toda a plataforma Uber”, disse ele, também via comunicado.

 

Entrega autônoma, pero no mucho

Embora a Motional afirme que a tecnologia embarcada dos seus veículos seja confiável, o projeto-piloto será lançado com um item de segurança especial: operadores humanos fisicamente presentes no veículo, para garantir que a corrida saia como o esperado, segundo explica um porta-voz da Motional ao Engadget.

Mas, se você pensa que a Motional é uma novata que está apenas engatinhando no mercado, pense novamente. Fundada em plena pandemia, em 2020, a companhia chegou ao mercado com foco em veículos autônomos e, apesar da pouca idade, ela foi construída com base na expertise de gigantes do mercado.

Nascida como uma joint venture entre a gigante sul-coreana da indústria automotiva Hyundai e a APTIV, especializada em tecnologia e uma das maiores empresas do setor de autopeças do mercado (criada por nada menos que a General Motors).

A Motional, aliás, tem outra uma parceria no ramo de aplicativos. Esta selada com a principal rival da Uber nos Estados Unidos, a Lyft. Os planos são lançar uma frota autônoma de carros em 2023 (que eles diferenciam e chama pelo termo “táxis-robô”) — mas o enfoque aqui são as corridas tradicionais, que é o foco do serviço fornecido pela Lyft.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *