Imagem: Pixabay

Após determinar a suspensão por 48 horas e multa diária de R$ 100 mil ao Telegram, em janeiro, caso não bloqueasse três perfis no período de 24 horas, o Supremo Tribunal Federal (STF) informou que o aplicativo de mensagens instantâneas cumpriu a ordem neste sábado (26).

Telegram cumpre ordem do STF e evita sair do ar por 48h

Imagem: rafastockbr/Shutterstock

Os três perfis são relacionados ao comunicador Allan dos Santos, alvo de inquérito sob a “suspeita de liderar esquema de financiamento de milícias digitais”, de acordo com texto publicado na página do tribunal. No caso, a multa diária de R$ 100 mil incidiria a cada um dos perfis, separadamente.

Telegram cumpre ordem do STF e evita sair do ar por 48h

Imagem: Christian Wiediger/Unsplash

A decisão do Supremo sobre o bloqueio das contas perdura desde janeiro, entretanto, a Corte não havia conseguido intimar um representante do Telegram no Brasil. Em nova decisão, o Moraes determinou que a notificação fosse dirigida ao escritório de advocacia, procurador da empresa responsável pelo aplicativo no Brasil.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também tentou por quatro vezes oficiar o Telegram para cooperação no combate à desinformação no período eleitoral. Entretanto, todas as tentativas de entrega de correspondência foram frustradas.

 

Com informações da Agência Brasil

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.