Imagem: Reprodução/Valve

A primeira versão do Steam Deck foi lançada no final de fevereiro, mas a Valve já está de olho em um modelo atualizado. Em uma recente entrevista à revista EDGE, Gabe Newell, fundador e proprietário da companhia, confirmou que um sucessor do console já está nos planos da empresa.

Não que isso seja novidade. Em agosto do ano passado, designers do portátil revelaram que um possível “Steam Deck 2.0”, capaz de rodar jogos em 4K, poderia se tornar realidade nos próximos anos. Mas a recente fala de Newell praticamente atesta o novo projeto.

“O próximo grande projeto de hardware da Valve é uma potência portátil que pode lidar com a maioria do que você pode jogar nele, embora possa necessitar de alguns ajustes aqui e ali para obter essa verdadeira experiência de PC. Para todos, exceto uma pequena parte do catálogo da Steam, haverá alguns ajustes ou configurações necessárias para fazer cada jogo brilhar”, revelou o executivo.

Nenhum detalhe sobre configurações de hardware foi divulgado, mas um trecho da entrevista pode ter vazado que a realidade virtual (VR) pode ser um dos focos para o futuro console.

“A primeira iteração do Steam Deck simplesmente não é poderosa o suficiente para suportar adequadamente a maioria dos jogos de realidade virtual […] Você pode pegar o PC e construir algo que seja muito mais transportável. Ainda não chegamos lá, mas este é um trampolim”, completou Newell.

Steam Deck 2.0 deverá ser realidade

Naturalmente, uma otimização do portátil significaria um produto com preço mais “salgado”. A boa notícia é que o SKU mais popular tem sido justamente a versão mais cara, o que pode indicar sucesso para outras versões mais potentes — e com custos maiores.

“Eles [consumidores] estão basicamente dizendo: ‘Gostaríamos de uma versão ainda mais cara disso’, em termos de capacidades de potência ou qualquer outra coisa […] isso ajuda a estruturar nosso pensamento para o Steam Deck 2”, contou o fundador da Valve.

A julgar que a primeira do versão do console foi lançada há poucos dias, é bem possível que um modelo atualizado possa surgir no mercado apenas daqui uns bons anos. Apesar disso, tudo indica que o sucessor terá performance e recursos ainda melhores do que os atuais.

Via: Wccftech

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.