Imagem: Rami Al Zayat/Unsplash

Vulnerabilidades de segurança podem colocar em risco seu smartphone Android. Entre as mais comuns, estão as falhas nos aplicativos de vigilância, também chamados de stalkerware (de perseguição) ou spyware (de espionagem). São aplicativos instalados sem a permissão do dono do telefone que passam dados a uma outra pessoa.

Esses aplicativos são planejados para ficarem escondidos na interface do smartphone. Quando o dono percebe, já está sendo espionado. Saber como removê-los é importante. No entanto, tenha certeza de que a remoção pode ser feita com segurança.

Às vezes, a remoção do aplicativo denuncia que quem está sob vigilância está reagindo, o que pode intensificar a paranóia de quem instalou o app. No caso de vítimas de violência doméstica, é importante buscar ajuda. Para a Central de Atendimento da Lei Maria da Penha disque 180 para acolhida qualificada às vítimas de violência.

O stalkerware é buscado também por pais que querem monitorar os filhos. Neste caso, é importante notar que a falta de consentimento no uso destes aplicativos pode trazer ainda mais problemas do que soluções.

Por sua natureza duvidosa, o stalkerware pode ser encontrado muitas vezes fora da loja Google Play e é instalado sem atalho para a tela inicial do telefone. Pode fazer o smartphone funcionar com superaquecimento ou lentidão, mesmo quando o usuário não está usando.

O stalkerware abusa de funções nativas do Android para monitoramento. Remover o aplicativo não significa apagar os dados que já foram coletados e enviados para os servidores. É possível ainda que diferentes versões do Android tenham variações no modo de instalação desses aplicativos.

Passos para remover stalkerware do Android

1 – Cheque se o Play Protect está habilitado

Stalkerware - Play Protect

1 – Habilite o Play Protect – (Imagem: Reprodução)

O Play Protect é uma proteção nativa da loja do Google que pode impedir a instalação de software malicioso, tanto da Play Store quanto de terceiros. Assim, assegure-se de que este serviço está habilitado para proteção constante. Faça escaneamentos regulares do seu dispositivo.

2 – Confira se as funções de acessibilidade foram modificadas

2 - Stalkerware Acessibilidade

2 – Verifique aplicativos com permissões de acessibilidade – (Imagem: Reprodução)

As funções de acessibilidade do Android têm por objetivo dar acesso ao sistema operacional para permitir que o leitor de tela e outras tecnologias assistivas funcionem. Caso você não reconheça um aplicativo nas opções de acessibilidade, é bom removê-lo. Boa parte do stalkerware se disfarça como aplicativos simples chamados só de “Acessibilidade” ou “Saúde do Dispositivo”.

3 – Cheque se um aplicativo desconhecido tem permissão de administrador

Stalkerware - admin

3 – Em Segurança, veja os aplicativos com permissão de administrador – (Imagem: Reprodução)

As opções de administração de um smartphone têm acesso amplo, ainda mais do que as de acessibilidade. O objetivo é encontrar celulares perdidos, apagar dados ou impedir acesso remotamente. São usadas por stalkerware para gravar a tela e vigiar o usuário remotamente. Caso haja um aplicativo com permissão de administrador desconhecido, é um indicativo de comprometimento do telefone. Eles podem ser nomeados com títulos genéricos como “Serviços do Sistema”, “Saúde do Equipamento” ou “Admin do Dispositivo”.

4 – Desinstale periodicamente aplicativos

Stalkerware - desinstale

4 – Desinstale aplicativos desnecessários – (Imagem: Reprodução)

Nas configurações do Android, visualize seus aplicativos. Pode ser que encontre um aplicativo com um nome inofensivo como “Manutenção do Equipamento” ou “Serviços do Telefone”, com ícones de visual genérico. Estes aplicativos podem ter acesso ao seu calendário, histórico de chamadas, câmera, contatos e localização. Quando notar um aplicativo que não tenha instalado ou não reconheça, desinstale.

5 – Proteja seu telefone

5 - Stalkerware bloqueio

5 – Bloqueie a tela inicial – (Imagem: Reprodução)

Para que uma pessoa instale indevidamente um aplicativo no seu telefone, você pode não estar com a tela inicial bloqueada ou com bloqueio vulnerável. Procure implantar proteções de segurança como o bloqueio de tela com senha forte e autenticação multifatorial de seu email.

Além destas dicas, é importante começar a exigir das empresas a privacidade por design. Fabricantes de smartphones e sistemas operacionais podem desenvolver funções de segurança que protejam contra abusos como o stalkerware.

Via TechCrunch

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.