A Realme chegou ao Brasil oficialmente em 2021 e, desde então, tem cada vez mais lançado novos celulares por aqui. Um dos últimos é o Realme 8 Pro, um aparelho do segmento intermediário premium com 4 câmeras traseiras.

O TecMasters recebeu uma unidade do Realme 8 Pro para review e conta, em detalhes, o que achou dele. Confira!

Design e acabamento

Assim como outros aparelhos do segmento intermediário, o Realme 8 Pro traz um acabamento elegante, apesar do plástico ser o seu principal material. O grande acerto da marca nesta questão fica por conta da “textura” utilizada em sua parte traseira, que não deixa o aparelho ficar ou parecer sujo por poeira ou marcas de dedo.

realme 8 pro acabamento 3 174055realme 8 pro acabamento 1 174050

Na parte traseira, as suas câmeras acabam sendo um pouco saltadas e ocupam boa parte de seu corpo. Apesar disso, mesmo sem usar uma capinha, que já vem inclusa na caixa, o celular não ficou torto em superfícies planas e sequer deu a impressão de que as lentes estariam sendo riscadas. Outro item que chama a atenção no design do aparelho fica pela frase “Dare to Leap” localizado em sua parte traseira. Esta frase, vale notar, foi utilizada em algumas campanhas de marketing para ressaltar suas qualidades.

Os alto falantes do aparelho ficam na parte de baixo, junto com uma porta USB C e uma bem-vinda entrada para fones de ouvido, que está presente na maioria dos outros celulares da Realme.

Realme 8 Pro - Acabamento (3)

Nas partes lateral direita do aparelho estão presentes apenas os botões de volume e power, que também pode ser configurado para chamar o Google Assistente. Já na esquerda, os usuários encontram a entrada dual para cartões Nano SIM e para microSDs.

Com aproximadamente 176 gramas, o Realme 8 Pro é um aparelho fino e leve. Algo que também contribui para o mesmo ter uma boa pegada é a sua espessura de 8,1 mm, que considero ótima ao menos para meu uso com apenas uma mão.

Tela e som

O Realme 8 Pro traz um display do tipo Super Amoled de 6,4 polegadas com resolução de 2400 x 1080 pixels e taxa de atualização de 60 Hz. Apesar de não ter a maior resolução disponível, pessoalmente, fique surpreendido com a qualidade do aparelho, que mesmo em sua configuração padrão, já traz cores bem balanceadas.

Por se tratar de um display Super Amoled, os tons de preto são praticamente perfeitos e outras cores são bem fiéis. Não apenas isso, a tela também oferece um bom nível de brilho e, mesmo ao usar o Realme 8 Pro em ambientes com muita luz, não sofri com reflexos ou para ler algo na tela.

Ainda na tela está presente o leitor de impressões digitais do Realme 8 Pro. Com o mesmo, devo admitir, eu presenciei algumas falhas na hora de desbloquear o aparelho e o seu tempo de resposta não foi dos melhores.

Em relação ao som, o Realme 8 Pro consegue realizar um trabalho apenas “bom”. Apesar de oferecer um volume relativamente alto, não senti o som tão cristalino, além de graves e agudos um tanto quanto apagados. Assim, a recomendação ainda fica mesmo por usar fones de ouvido na hora de escutar músicas ou assistir a séries.

Performance e sistema

O Realme 8 Pro vem com o Android 11 e a interface chamada Realme UI 2.0. De forma geral, a interface da marca chinesa funciona bem e traz diversos recursos interessantes, como um modo para economizar muito mais energia do que o comum, ao limitar tudo que é executado no aparelho.

Já do lado negativo é que, apesar de estar traduzida, alguns termos estão no “Português de Portugal”. Apesar deste pequeno detalhe incomodar um pouco, felizmente, dá para entender para o que serve cada ferramenta sem grandes problemas.

Em relação a aplicativos pré-instalados, a Realme acaba incluindo alguns itens, como programas para editar vídeos, acessar o Facebook e até para “bloquear o aparelho” sem ter que apertar o botão físico do celular. Apesar destes apps poderem incomodar, felizmente, os mesmo podem ser desinstalados sem precisar de root ou algo do tipo.

Para a questão de performance, o Realme 8 Pro vem com um processador Snapdragon 720G, GPU Adreno 618 e 8 GB de memória RAM. Assim, para rodar aplicativos comuns, como redes sociais, navegadores e editores simples, o celular não apresenta qualquer lentidão.

Já na parte de jogos, o Realme 8 Pro até consegue se sair bem, mas é preciso abdicar da qualidade gráfica em alguns títulos. Por exemplo, em meus testes, o Wild Rift com suas configurações no “alto” e resolução no “médio”, o jogo rodou a maior parte do tempo com 60 FPS, mesmo durante os momentos mais intensos.

Realme 8 pro - Jogo

No Genshin Impact, um título notoriamente pesado, eu consegui jogá-lo também sem grandes problemas. Entretanto, para uma performance mais fluída, tive que optar por deixar suas configurações

Um ponto positivo a ser ressaltado é que, mesmo durante longas sessões de jogatinas, mesmo esquentando um pouco, não tive uma performance deteriorada nas partidas que joguei com o Realme 8 Pro não chega a esquentar tanto.

Bateria

Já nos testes de autonomia, o Realme 8 Pro acabou me surpreendendo bastante. Em apenas meia hora, a carga do celular foi de 0% para 78% durante o teste de carregamento. O tempo da recarga completa, por sua vez, foi de aproximadamente 40 minutos, o que considero excelente para uma bateria de 4.500 mAh.

Por sua vez, para um uso diário, honestamente, consegui ficar com o aparelho longe da tomada por mais de um dia. Ao deixar a tela do aparelho com brilho perto do máximo e o utilizando para navegar e ver vídeos, em mais de uma hora de uso sem parar, a sua carga desceu apenas 10%.

Assim, perto do fim da tarde do segundo dia, a carga da bateria ainda estava perto dos 20%.

Fotos

Um dos destaques do Realme 8 Pro fica por conta do aparelho possui quatro câmeras traseiras, sendo elas:

  • Uma lente principal com 108 MP e abertura f/1.9;
  • Uma lente ultrawide de 8 MP e abertura f/2.3;
  • Uma lente macro de 2 MP e abertura f/2.4;
  • Um sensor de profundidade de 2 MP e abertura f/2.4.

Com a lente principal, o Realme 8 Pro consegue capturar boas imagens, mesmo quando a iluminação do ambiente não é das maiores. Algumas cores, entretanto, saem mais saturadas do que outras, mas no geral as fotos saem com aquele aspecto mais vivo, que pessoalmente me agrada. O nível de detalhes, até admito que poderia ser um pouco maior, mas nada que prejudique a experiência.

realme 8 pro lente principal 175713realme 8 pro lente principal 3 175708realme 8 pro lente principal 2 175702

A lente ultrawide segue praticamente o mesmo padrão de qualidade da lente principal, mas ângulo de visão não chega a ser dos maiores, como pode ser visto logo abaixo.

realme 8 pro lente wide 175921realme 8 pro lente ultrawide 175915

Já o modo noturno do aparelho até consegue realmente iluminar alguns elementos, mas é notório que o pós processamento exagera as vezes. Em uma das fotos abaixo, que está com o modo noturno ativado, é possível ver como o céu perde praticamente qualquer detalhe. Ao usá-lo para tirar fotos de pessoas, o resultado acaba sendo um pouco melhor.

realme 8 pro sem modo noturno 180140realme 8 pro com modo noturno 180134

A lente macro sugere que fotos sejam tiradas com 4 cm de distância. Já ao seguir esta recomendação, apesar de ajudar em muitos casos, a qualidade das fotos não saem muito boas. Assim como é possível ver abaixo, devido a sua resolução, o nível de detalhes não fica muito alto e muitos ruídos podem ser notados.

realme 8 pro lente macro 180425realme 8 pro lente macro 2 180420

Na parte de vídeos, o Realme 8 Pro seguiu o mesmo padrão de qualidade de imagem, mas tive alguns problemas. Por exemplo, ao fazer gravação com a resolução Full HD e 60 FPS, os vídeo gravados ficaram com algumas “travadas”, que comprometeram o resultado final. Já em 30 FPS, nenhum problema foi notado.

Preço e disponibilidade do Realme 8 Pro

O Realme 8 Pro foi lançado no mês de junho no Brasil com o preço sugerido de R$ 2.599.

Conclusão

O Realme 8 Pro é um aparelho intermediário interessante, que acerta em muitos pontos, mas também comete alguns deslizes. Por exemplo, apesar do acabamento ser simples, o mesmo é bem elegante e parte das conexões foram um acerto por parte da Realme.

Já a sua tela oferece uma qualidade de imagem excelente, mas o seu leitor de impressões digitais apresenta falhas constantes. Já o som do aparelho acaba cumprindo bem o seu papel.

No que diz respeito a desempenho, para grande parte das atividades, o Realme 8 Pro oferecerá uma boa performance. Já para jogos, títulos simples rodarão bem e, os pesados, apesar de serem jogáveis, ficarão com suas qualidades gráficas, geralmente, definidas no mínimo.

Nas fotos, o Realme 8 Pro faz um bom trabalho e as cores saem vivas na maioria das situações. O modo noturno até chega a dar uma ajuda para certas situações, mas não é tão refinado. Assim, a única crítica mesmo neste quesito fica para a lente macro, que deixa as imagens capturadas com ruído e em uma resolução baixa.

Por fim, o ponto em que o aparelho mais surpreende é em relação a autonomia, que é excelente para quem não quer ficar recarregando o celular a todo instante. Já o seu tempo de recarga também acaba sendo excelente.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *