“Por que não podemos colocar uma estação espacial logo na Lua?”, perguntou o jovem indiano Ronak, 17. O questionamento foi tema da vez na série Curious Kids (Crianças Curiosas), no site The Conversation.

Segundo o especialista Ian Whittaker, professor titular de Física, da Nottingham Trent University, uma estação espacial na Lua poderia ser muito útil. Pode fornecer a missões espaciais futuras um ponto de parada entre deixar a Terra e explorar ainda mais o Sistema Solar ou mesmo a Via Láctea.

Um dos motivos pelos quais não construímos uma estação espacial na Lua é que não mandamos pessoas para lá sempre. Apenas seis vezes astronautas foram à Lua. Essas aterrissagens aconteceram entre 1969 e 1972 e foram parte de uma série de missões espaciais chamada Apollo.

O tipo de foguete usado para levar astronautas foi extremamente poderoso, chamado Saturn V, que não é mais produzido. Isto significa que, neste momento, não temos um foguete poderoso o suficiente para levar pessoas à Lua, e muito menos construir uma estação espacial lá.

Estamos começando a construir foguetes poderosos novamente. A empresa de exploração do espaço SpaceX cria foguetes mais novos e maiores, capazes de levar astronautas à Lua. A Nasa também planeja missões para levar astronautas para lá.

No entanto, há uma grande diferença entre uma viagem curta e construir uma estação espacial, o que é extremamente difícil. Uma das maneiras de fazer isso seria construir partes na Terra, levá-los e montá-los por lá. Foi assim que a Estação Espacial Internacional (ISS) foi construída: pedaços foram levados para o espaço e foram montados por astronautas a bordo da nave.

Porém, a ISS está a apenas 400km de distância da superfície da Terra. A Lua está a 384.000km de distância. Cada viagem para lá levaria cerca de três dias e poderia requerer quantidades imensas de combustível, o que pode adicionar muitos problemas ao clima da Terra.

Uma ideia mais simples seria construir, ao máximo possível, uma base com materiais encontrados na Lua. Concreto lunar está em testes na Terra como um possível material de construção. Na Terra você poderia fabricar concreto de cascalho, areia, cimento ou água. Não há nada disso na Lua, mas temos poeira lunar e enxofre. Estes podem ser derretidos e misturados. Com essa mistura resfriada, poderia ser produzido um material sólido mais forte do que muitos materiais que usamos na Terra.

Comida e energia na superfície da Lua

homem na Lua

Astronauta na missão de pouso lunar – Imagem: Shutterstock / Nasa

Precisamos também pensar no que astronautas, que estariam na estação espacial, precisariam. As coisas mais importantes seriam suprimentos de comida e eletricidade para equipamentos, produção de comidas e ar respirável.

Cientistas já investigam como produzir comida no espaço. Dentro da ISS, astronautas realizam experimentos para tentar plantar vegetais com bases de terra. Outra opção seria plantar usando hidroponia, o que significa que as plantas cresceriam na água e não no solo.

Nasa na Lua

Imagem: Nasa

Levar energia para a Lua seria mais complicado. A melhor maneira seria usar energia solar. No entanto, a Lua faz uma rotação a cada 28 dias. Isto significa que uma estação espacial em uma posição fixa estaria sob o sol por 14 dias, e nos restantes, no escuro. Sem luz, o equipamento movido a energia solar não funcionaria sem uma grande melhoria no armazenamento de bateria.

Uma maneira de contornar este problema seria construir a estação espacial no polo norte ou sul da Lua, e levantar os painéis solares acima da superfície. Eles receberiam constantemente luz do sol pois poderiam girar e não serem bloqueados pelo planeta.

Por outro lado, pode ser que não precisemos de uma base na superfície da Lua de qualquer modo. Em vez disso, a Nasa planeja construir um satélite para girar em órbita da Lua. Foguetes lançados da superfície lunar poderiam usar mais combustível para escapar da gravidade, mas isso não seria tão difícil para um satélite. Portanto, significa que seria melhor do que uma base na Lua: um portal para missões indo ainda mais longe no Sistema Solar.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *