O mercado de placas de vídeo tenta se recuperar dos efeitos da pandemia, que causou escassez de componentes para fabricação de equipamentos, e do surto da mineração de criptomoedas.

Apesar da questão ter sido amenizada no segundo trimestre deste ano, estima-se que, no quarto trimestre, placas da Nvidia e AMD ficarão ainda mais caras se compararmos com o valor sugerido de venda.

De acordo com o 3D Center, que fornece dados sobre a comercialização de placas de vídeo, os equipamentos da Nvidia são agora 70% mais caros, enquanto as GPUs da AMD são 74% mais caras. Esse é considerado o maior aumento desde maio de 2021.

A questão é que esse aumento está diretamente ligado à disponibilidade desses equipamentos. Por conta disso, e com base nessa tendência, pode ser que, no quarto trimestre, os preços cheguem até duas vezes mais do que os valores sugeridos por cada fabricante.

Até então, a única placa que tem menos de 30% de aumento sobre o valor sugerido é a Nvidia GeForce RTX 3080 Ti. Outras placas bastante populares da empresa, como a RTX 300, RTX 3070 e RTX 3060, ainda enfrentam aumentos significativos, que giram em torno dos 50%.

Além disso, o que pode impactar diretamente o preço das placas da AMD é o aumento de preços dos chips de 7 nm, que são usados nas placas de vídeo RDNA.

Caso aconteça um aumento de até 10%, o valor final do equipamento pode ser ainda mais alto, já que algumas GPUs da AMD dependem da TSMC, fabricante dos chips de 7 nm, para produção.

Agora, com alguns países aumentando as restrições contra a Covid-19, pode ser que uma produção limitada desses equipamentos tenha de ser adotada.

Via: WCCFTech

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *