Pede pra sair! Assim mesmo, imperativo. Uma patente polêmica registrada pela Sony vai trazer uma nova realidade aos  jogos online competitivos e até ao e-Sport; permitir a remoção de jogadores através de votos ou pagamento.

 

Para piorar, pessoas na audiência das partidas poderiam mandar mensagens personalizadas para quem está jogando, ameaçando a expulsão se não melhorarem. A patente foi pedida pela Sony primeiramente em 2020 e aprovada esta semana.

Patente da Sony oficialmente aprovada

O escritório de patentes do governo americano aprovou a patente intitulada “Espectadores votam para retirar jogadores em um video game”. Há ainda a indicação específica da Twitch como ferramenta.

A patente indica que seria usado um menu onde os espectadores poderiam optar por remover jogadores. Com 60% dos votos, pouco mais da maioria da audiência, um jogador já poderia ser removido.

Votos de pessoas envolvidas com o mundo gamer teriam mais peso que votos do público em geral. Para determinar quem terá voto de maior peso, entrariam em cena métricas como estatísticas de jogo, tempo gasto e conquistas realizadas.

Dá até para pagar para remover um jogador, caso o nível de habilidade do votante não seja suficiente; em dinheiro, moedas do jogo ou criptomoedas para concretizar a expulsão.

Os jogadores não teriam nenhum poder de veto sobre a decisão de serem removidos. A opção de pagar para remover alguém parece contrariar afirmação da Sony de que a ideia é remover “jogadores problemáticos”.

A questão de os espectadores poderem ameaçar jogadores avisando-os para melhorarem sob risco de serem excluídos do jogo preocupa a comunidade. Isso abriria a possibilidade para assédio por questões além do jogo.

Assim como com todas as patentes, não há garantia de que a ideia se tornará realidade. A Sony pode usar esse registro para impedir que alguém mais desenvolva uma ideia semelhante, por exemplo.

Fonte: Techspot/Kotaku

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *