Imagem: TecMasters

Mais um mês se encerra, mais uma lista de jogatinas se inicia! Já aviso com antecedência que Elden Ring é o assunto do momento e, não à toda, ele aparece duplamente nesta lista de ‘o que estamos jogando’ de março. Antes de ver mais um combo, clique aqui para ver as seleções de especiais já publicados no TecMasters.

E, como sempre, não esqueça de colocar nos comentários o que você anda jogando. Queremos saber! Agora sim, segue a thread.

O que estamos jogando?

Elden Ring
[O QUE ESTAMOS JOGANDO?] Elden Ring (claro!), Rise of Tomb Raider, Let's Build a Zoo e mais: veja a lista de março [O QUE ESTAMOS JOGANDO?] Elden Ring (claro!), Rise of Tomb Raider, Let's Build a Zoo e mais: veja a lista de março Por: Marcelo Rodrigues e Luiz Nogueira
Elden Ring

Imagem: divulgação/FromSoftware

Luiz – Desde que foi lançado, meu game mais jogado é Elden Ring. A mistura de soulslike com mundo aberto foi um acerto e tanto da FromSoftware. Não que o game seja fácil — longe disso —, mas é muito mais tranquilo de se jogar, mesmo para quem não tem muita experiência com o gênero. Atualmente com 90 horas de jogatina, me encaminho para o chefe final — mas não sem antes explorar o máximo possível do mapa. Não me canso de dizer que esse é, de longe, um dos melhores games do ano!

Marcelo – Repito muitas das palavras do camarada Luiz aqui nesta minha contribuição da coluna de hoje: também estou me acabando em Elden Ring – mesmo após a publicação do nosso review oficial do game, aqui no TecMasters – e curtindo cada segundo de sangue, suor e lágrimas dessa jogatina. Beirando às 100h de jogo, me vi no último boss e resolvi engatar a ré para amarrar todas as pontas soltas que deixei ao longo da minha jornada. A diferença? Agora tenho minha inseparável Moonveil (e uma build apropriada) para dar na cara de quem tinha me feito sofrer no passado. E que venha o New Game+!

Disponível para: PlayStation 4 e 5, Xbox Series X, Xbox One, Microsoft Windows

Let’s Build a Zoo
[O QUE ESTAMOS JOGANDO?] Elden Ring (claro!), Rise of Tomb Raider, Let's Build a Zoo e mais: veja a lista de março Por: Alvaro Scola

 

Desde que comecei a jogar no PC, ainda nos anos 90, eu sempre gostei do gênero Tycoon — aquele dos jogos de estratégia que envolvem a simulação de um negócio. Já o Let’s Build a Zoo me conquistou por alguns motivos diferentes.

Além de ter um gráfico mais retrô, o jogo não se apega a mecânicas muito complexas, que deixam o jogador perdido. Entretanto, o mesmo oferece uma infinidade de itens a serem pesquisados e até deixa tomar algumas decisões politicamente incorretas. Agora, estou preso ao jogo querendo destravar tudo o que ele oferece — e parece que ainda terei um longo caminho pela frente.

Disponível para: Microsoft Windows

Beatstar
Cesar Schaeffer Por: Cesar Schaeffer
Captura de tela do game BeatStar, para dispositivos móveis: Android e iOS

Imagem: reprodução/Space Ape Games

Em 2008 – sim, apenas um ano depois do lançamento do primeiro iPhone –, fui “fisgado” pelo primeiro jogo de celular que roubou algumas horas vagas do meu dia: o Tap Tap Revenge. Em uma alusão ao já popular Guitar Hero, o game trazia músicas para serem “tocadas” por meio de bolinhas coloridas que desciam na tela conforme o ritmo. Vinte dias após o lançamento inicial, o jogo chegou a 1 milhão de downloads e foi o game mais baixado da App Store daquele ano.

O sucesso foi tão grande que o jogo foi seguido até o Tap Tap Revenge 4 e acumulou mais de 15 milhões de download – para a época, um baita resultado! Mas, em em 2014, quatro anos depois de a desenvolvedora ter sido comprada pela Disney, o app foi removido da loja da Apple e, assim, terminava uma história (e parte da minha diversão).

Desde então, milhões de fãs órfãos do Tap Tap questionavam sobre um possível substituto à altura – eis que surge o viciante Beatstar. Vários tentaram copiar, mas este conseguiu. Com uma bela interface, músicas atuais de praticamente todos os gêneros – é tão legal e viciante quanto o antigo Tap Tap. Um ótimo passatempo pra quem curte música e quer testar a habilidade e agilidade dos dedos; além da noção de ritmo, claro! O jogo é gratuito e não exige necessariamente que você pague por algo para se divertir. Sim, dá pra comprar um monte de coisas dentro do app: pacote de músicas, passe de batalha, etc. Eu prefiro não gastar. E aí, aceita um desafio?

Disponível para: Android, iOS

Crazy Defense Heroes
[O QUE ESTAMOS JOGANDO?] Elden Ring (claro!), Rise of Tomb Raider, Let's Build a Zoo e mais: veja a lista de março Por: Renata Aquino

A Animoca Brands é uma das maiores desenvolvedoras de games com criptomoedas. Assim, é uma grata surpresa ver os gráficos e a história envolvente do Crazy Defense Heroes. O game é tão bonitinho que tem até um aplicativo separado de pack de stickers para o WhatsApp. Como a maioria dos games P2E, o Crazy Defense Heroes exige bastante tempo se dedicando a construir espaços. Ainda estou nas primeiras impressões, mas como o jogo é realmente muito bonito, nem dá pressa de correr muito!

Disponível para: Android, iOS e Microsoft Windows

Rise of the Tomb Raider
[O QUE ESTAMOS JOGANDO?] Elden Ring (claro!), Rise of Tomb Raider, Let's Build a Zoo e mais: veja a lista de março Por: Igor Shimabukuro

Após zerar Pokémon Legends: Arceus — e ordenar cada um dos pokémon capturados por ordem numérica na box —, o jeito foi voltar para a jogatina de Rise of the Tomb Raider. O jogo é de 2015? É. Mas só tive acesso ao game no fim do ano passado, por meio da oferta de jogos gratuitos da Epic Games — que, inclusive, divulgamos semanalmente quais são os títulos da vez aqui mesmo no TecMasters.

A última experiência que tive “na pele” de Lara Croft havia sido no icônico PlayStation 1. Embora acompanhasse todos os lançamentos desde então, não havia dado a oportunidade para ver, na prática, todos os avanços introduzidos na franquia dos últimos anos — a escolha foi um grande acerto.

Sem contar os belíssimos cenários, o jogo oferece um vasto mapa que faz qualquer um se perder nele. As partes de ação, de fato, são empolgantes, mas nada mais satisfatório do que resolver os puzzles depois de alguns bons minutos — ou horas? Vou levar algum tempo até concluir o game na íntegra, mas vai ser um bom passatempo enquanto Pokémon Scarlet e Violet não chega às prateleiras.

Disponível para: PlayStation 4, Xbox One, Xbox 360, Microsoft Windows, macOS, Linux, Google Stadia

New Super Mario Bros. U Deluxe
Tissiane Vicentin Por: Tissiane Vicentin

 

Neste mês de março, não tinha como ser diferente: tinha de ter Mario na lista, concorda? Em homenagem ao encanador bigodudo mais querido do mundo que (não por acaso) faz aniversário neste mês, estou aqui me acabando de nostalgia nesta versão de um clássico dos consoles da Nintendo, tentando descobrir todas as fases secretas que nunca consigo encontrar em uma tacada (ou em dez, diga-se de passagem) e passando nervoso! Tem como errar com Super Mario? Nunca, jamais – simples assim. Se você ainda não jogou algum jogo do Mario, não tenho muito o que te dizer, apenas: o que tá fazendo aqui ainda? Só vai.

Disponível para: Nintendo Switch


Essa foi mais uma edição do O que estamos jogando, parte integrante das nossas listas especiais, publicadas todos os meses com os favoritos da redação. Para ver as edições anteriores e também saber o que estamos lendo ou assistindo, clique aqui. Te vemos no próximo mês!

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.