Imagem: Nintendo

A expectativa de vendas para o Nintendo Switch em 2022 não é das melhores e o console deve alcançar números ainda menores que os registrados para o ano passado, de acordo com estimativas da publicação financeira japonesa Nikkei. O motivo, no entanto, continua o mesmo: restrição de fornecimento devido à escassez de chips.

Em 2021, a falta de componentes já trouxe problemas para a empresa, que deve uma demanda alta, mas não pode atendê-la.

“Não podemos produzir o suficiente para atender à demanda que esperamos durante as próximas festas de fim de ano”, disse o presidente da Nintendo, Shuntaro Furukawa, em uma coletiva de imprensa no final do ano.

À época, a previsão de vendas para o console era de 24 milhões de unidades. Agora, para este ano fiscal — que iniciou em abril e será finalizado no fim de março de 2023 — esse número foi rebaixado para 20 milhões.

O montante pode ser reajustado, impactado principalmente pela continuidade da guerra entre Ucrânia e Rússia, bem como os contínuos lockdowns na China devido à Covid.

A produção do Switch na pandemia foi boa, mas…

Console Nintendo Switch

Por conta da escassez de chips, a Nintendo pode não dar conta da demanda prevista em 2022 – Imagem: Alvaro Reyes/Unsplash

Para se ter uma ideia, na comparação com a produção alcançada durante a pandemia — quando o console conseguiu aumentar as vendas consideravelmente e até bater recordes —, esse valor é 30% abaixo do pico no ano fiscal de 2020, quando foram produzidos quase 29 milhões de unidades do console híbrido.

Sabemos que a Nintendo está preparando para este ano alguns títulos que podem impulsionar a venda do dispositivo, como o carro-chefe Pokémon, a sequência de Splatoon e também a esperada sequência de Zelda: Breath of the Wild, que deve chegar apenas no início do próximo ano.

Se você está planejando adquirir um Switch, talvez a melhor hora seja agora.

Via: WCCF Tech

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.