Embora o game tenha decolado em seu período de lançamento, parece que New World volta a enfrentar a mesma turbulência que atingiu o projeto durante seu desenvolvimento. Dados indicam que o MMORPG da Amazon perde uma média de 135 mil jogadores semanalmente desde que foi lançado.

Agora, cerca de um mês desde que o título chegou ao mercado, a jogatina multiplayer anota metade do público que tinha no final de setembro.

O fator novidade de New World

Todas as informações sobre a flutuação de popularidade de New World vêm do portal SteamCharts, que compila – via API – diversos dados gerados pelos jogos vendidos na loja digital da Valve.

No caso do MMO desenvolvido pela Amazon Games, o pico de jogadores chegou a incríveis 913.027 contas simultâneas. O interesse pelo game resultou em servidores lotados e filas de até 92h para acessar as dezenas de mundos criados para a aventura.

statsnw

Desde então, o estúdio abriu novos servidores, explicou seus planos de transferência gratuita entre reinos, liberou cosméticos gratuitos e, claro, soltou diversos patches de atualização. Isso não impediu, porém, que a relevância de New World fosse impactada.

Semana a semana, os número máximos foram caindo. Primeiro para 726 mil, depois 608 mil, então 508 mil e, mais recentemente, 404 mil. Essas ainda são marcas de respeito, mas indicam uma queda acentuada para um gênero de jogo que exige uma comunidade crescente, ativa e engajada.

O que os números dizem?

No início, muitos jogadores foram afastados pelas filas imensas. Depois, com novos servidores abertos, pela incapacidade de jogar com amigos que começaram antes na jogatina. O atraso na ferramenta de transferência de personagens – que até chegou a ir ao ar, mas foi retirada rapidamente – agravou essa situação.

Dá para dizer o mesmo das quests extremamente limitadas, que tornam a tarefa de ganhar níveis apenas com missões em algo extremamente tedioso. O conteúdo PvE – Jogador x Ambiente – reduzido e o alto custo para fazer dungeons em níveis altos colaboram para cortar o barato de quem vem de outros jogos do estilo.

Por fim, o lado PvP da brincadeira, que devia ser o carro-chefe de New World, sofre com bugs, bots e cheaters. Esses defeitos, aliás, também arruinaram outra das bases do jogo: a economia. Duplicação de moedas, recursos e itens são comuns, e não parece haver uma resposta para isso.

Apesar da situação delicada, tanto New World quanto a Amazon Games parecem ter lenha para queimar para tentar reverter essa situação e perpetuar o sucesso do MMORPG. O que é preciso? Correção massiva de bugs, investimentos pesados em novos conteúdos e transparência com a comunidade sobre quando a casa será arrumada.

Fonte: GamesRadar

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *