Imagem: Venti Views/Unsplash

Após anunciar uma perda de 200 mil assinantes nos três primeiros meses do ano, a Netflix chegou a estimar uma nova queda no trimestre seguinte 10 vezes pior. O mais novo balanço divulgado na última terça (19) confirmou uma nova debandada de usuários, mas apontou para uma baixa não tão sombria quanto a esperada pela plataforma de streaming.

Segundo os resultados, “apenas” 970 mil usuários abandonaram a Netflix de abril a junho de 2022. Se por um lado o número é cinco vezes maior que os dados do primeiro trimestre, por outro é “somente” metade dos dois milhões de usuários que deixariam a plataforma com base nas estimativas.

E nessa de copo meio cheio ou meio vazio, a companhia optou pela visão mais animadora. Apesar de negativo, o resultado “melhor que o esperado” foi atribuído ao crescimento de assinantes em regiões como Ásia e Pacífico, que contribuiu para outros números.

Tanto que, apesar de perder quase um milhão de assinantes, a Netflix obteve um lucro líquido de US$ 1,44 bilhão no último trimestre. O ganho permitiu que a empresa alcançasse uma receita de US$ 7,97 bilhões no período, apenas 1% abaixo dos US$ 8,035 bilhões previstos no consenso da Refinitiv.

Dias melhores para a Netflix?

Mas se o último trimestre não foi “lá dos melhores”, a expectativa é de um cenário mais positivo para o próximo período. Tanto que a Netflix espera adicionar um milhão de assinantes líquidos neste trimestre. Não está muito claro qual a estratégia para isso, mas o sucesso da 4ª temporada de Stranger Things pode ajudar nessa retomada — mesmo que de forma lenta.

Outros fatores que podem auxiliar nessa reviravolta envolvem o plano mais barato com anúncios e a taxa extra cobrada para contas compartilhadas com assinantes fora da mesma casa. Ambos devem ser lançados no começo de 2023 e, em teoria, devem resultar em mais usuários mensais para a plataforma.

Resta saber se esses dois projetos vão cair na graça do público, já que o primeiro não deve contar com todo o catálogo da Netflix e o segundo pode desgastar (ainda mais) a relação entre empresa e usuários.

Via: Engadget

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.