Inspirado em criar uma experiência única (e bota única nisso) dentro da versão VR de Skyrim, um neurocientista resolveu desenvolver um mod para que uma interface cérebro-computador detectasse o nível de concentração do player e traduzisse esses indicadores na potência de magia in-game.

Por mais loucura que pareça, essa foi a combinação dos conhecimentos de cérebro humano de Cangar, neurocientista que trabalha na Technische Universität Berlin, com sua paixão por Skyrim VR — a versão do game que exige um headset de realidade virtual.

Embora pareça algo complexo, a premissa é relativamente simples: conectado ao dispositivo, o usuário terá de se concentrar para encher sua barra de magia. Quanto mais foco, maior será o nível e, consequentemente, maior o dano. Se a barra baixar, menor será o ataque dos feitiços.

Para experimentar o mod, o player necessitará “apenas” do dispositivo de meditação Muse (que custa em torno de R$ 3.500) e um dongle. O aparelho é comumente usado para medir a atividade cerebral, frequência cardíaca, respiração e movimentos corporais durante a meditação e ficará responsável pelo “serviço”.

Dispositivo de meditação Muse usado no mod de Skyrim VR

Mod necessita de dispositivo usado para coletar métricas durante a meditação – Imagem: Divulgação/Muse

Cangar agora espera que os jogadores de Skyrim VR testem o mod para ampliar os dados coletados e fazer com que a modificação seja expandida no futuro — já que está atualmente em fase alfa.

O único problema é que Skyrim Anniversary Edition acaba de ser lançado e modders temem que mudanças no jogo possam impactar no funcionamento de mods lançados anteriormente.

Tomara que isso não afete a criação de Cangar, já que a comunidade deve estar empolgada para saber mais do mecanismo que transforma o player em um verdadeiro mutante ou super-herói de quadrinhos.

Fonte: Eurogamer

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *