As fabricantes de placas de vídeo estão contentes com o crescimento das vendas, mas – cá entre nós – quem não está nada feliz com este atual “momento” do mercado de GPUs são os gamers.

A explosão de mineradores de criptomoedas mexeu muito com o setor: sumiu com muitos modelos das prateleiras e ainda fez o preço das placas subir; é o que mostra um relatório recém-divulgado pela Jon Peddie Research.

Segundo o levantamento, 25% das placas de vídeo vendidas no primeiro trimestre de 2021 foram parar nas mãos de mineradores de criptomoedas – o que representa um volume de 700.000 GPUs de gama média e alta para jogos e US$ 500 milhões em receita para as fabricantes.

Mineradores de criptomoedas compram 700 mil placas de vídeo no primeiro trimestre de 2021

Impacto da mineração de criptomoedas nas vendas de GPUs – Imagem: Jon Peddie Research

A Jon Peddie Research acompanha o mercado de placas de vídeo há 36 anos, desde 1985. E, devido à escassez de componentes, a previsão atual já não é tão precisa quanto anteriormente. Isso, sem contar a quantidade de bots programados para comprar placas de vídeo assim que elas surgem nos sites de e-commerce.

E o preço das placas de vídeo?!

Ainda de acordo com o estudo, não dá para jogar toda culpa por essa inflação drástica nos preços das placas de vídeo nos mineradores de criptomoedas. Outro fator que contribuiu para o aumento foi a pandemia de Covid-19, que acabou forçando muitas fábricas a fechar suas portas temporariamente e interromper as cadeias de abastecimento no processo.

A consultoria acompanhou a evolução dos preços – não somente das placas, mas dos componentes também. Assim, desde o início da pandemia, chips de memória, capacitores, reguladores de tensão, entre outras peças, sofreram um aumento de até 70% no início do ano.

Comentários

0

Please give us your valuable comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *